Em processamento

Aguarde...

Configurações

Configurações

Ir para pedido

Organismos all Línguas pt Radicalização false Membro de família único false Incluir NPL (documentos não patentários) false

Salvar consulta

Uma consulta privada só é visível para você quando estiver conectado e não pode ser usada em fluxos RSS

Árvore da consulta

Redefinir opções

Organismos
Todos
Especifique a língua das palavras-chave de sua pesquisa.
A radicalização reduz as palavras flexionadas a seu radical ou raiz.
Por exemplo, as palavras fishing, fished, fish, e fisher são reduzidas a seu radical, fish, de modo que uma pesquisa por fisher retorna todas as diferentes variantes.
Retorna apenas um membro de uma família de patentes
Incluir documentos não patentários nos resultados

Consulta inteira

CTR:BR

Atalhos de visualização lado a lado

Visualização geral
Ir para texto da pesquisa
CTRL + SHIFT +
Ir para resultados (registo selecionado)
CTRL + SHIFT +
Ir para detalhes (guia selecionada)
CTRL + SHIFT +
Ir para página seguinte
CTRL +
Ir para página anterior
CTRL +
Resultados (primeiro, clique em Ir para resultados)
Ir para registo/imagem seguinte
/
Ir para registo/imagem anterior
/
Para cima
Page Up
Para baixo
Page Down
Para o topo
CTRL + Home
Para o fundo
CTRL + End
Detalhes (primeiro, clique em Ir para detalhes)
Ir para guia seguinte
Ir para guia anterior

Análise

1.PI0803569PROCESSO PARA A DETERMINAÇÃO DE UM TEOR DE ETANOL DE UM COMBUSTÍVEL
BR 19.05.2009
CIP G01N 33/22
GFÍSICA
01MEDIÇÃO; TESTE
NINVESTIGAÇÃO OU ANÁLISE DOS MATERIAIS PELA DETERMINAÇÃO DE SUAS PROPRIEDADES QUÍMICAS OU FÍSICAS
33Investigação ou análise de materiais por métodos específicos não abrangidos pelos grupos G01N1/-G01N31/141
22de combustíveis; de explosivos
№ do pedido PI0803569-5 Requerente Robert Bosch GMBH Inventor Peter Roth
PROCESSO PARA A DETERMINAÇÃO DE UM TEOR DE ETANOL DE UM COMBUSTÍVEL. A presente invenção refere-se a um processo para determinação de um teor de etanol de um combustível com as etapas: determinação da pressão de vapor do combustível, determinação da temperatura do combustível e determinação do teor de etanol do combustível em função da pressão de vapor determinada e da temperatura determinada.
2.PI0803627método de controle da proporção de mistura em um motor de combustão interna multicilindros equipado com pelo menos duas sondas lambda dispostas a montante de um conversor catalítico
BR 02.06.2009
CIP B01D 53
BOPERAÇÕES DE PROCESSAMENTO; TRANSPORTE
01PROCESSOS OU APARELHOS FÍSICOS OU QUÍMICOS EM GERAL
DSEPARAÇÃO
53Separação de gases ou vapores; Recuperação de vapores de solventes voláteis a partir dos gases; Purificação química ou biológica de gases de exaustão p. ex. gases de exaustão de motores, fumaças, fumos ou gases de exaustão, aerosóis
№ do pedido PI0803627 Requerente MAGNETI MARELLI POWERTRAIN S.P.A. Inventor Andrea Alessandri
método de controle da proporção de mistura em um motor de combustão interna multicilindros equipado com pelo menos duas sondas lambda dispostas a montante de um conversor catalítico. trata-se de um método de controle para a proporção de mistura em um motor de combustão interna multiciiindros (1), o método de controle compreendendo o seguinte: ler um primeiro valor real da proporção de mistura por meio de uma sonda lambda mestra (7a) associada a um primeiro grupo de cilindros (9a), ler um segundo valor real da proporção de mistura por meio de uma sonda lambda auxiliar (7b) associada a um segundo grupo de cilindros (9b), calcular uma primeira quantidade de combustível a ser injetada dentro dos cilindros (2) do primeiro grupo de cilindros (9a) para controlar um valor alvo da proporção de mistura usando o primeiro valor real da proporção de mistura como uma variável de realimentação, calcular a média do segundo valor real da proporção de mistura na janela de detecção, calcular um valor de coifeção para a quantidade de combustível a ser injetada com base na diferença entre um valor alvo e a média do segundo valor real da proporção de mistura, e calcular uma segunda quantidade de combustível a ser injetada dentro dos cilindros (2) do segundo grupo de cilindros (9b) aplicando-se o valor de correção à primeira quantidade de combustível a ser injetada dentro dos cilindros (2) do primeiro grupo de cilindros (9a). (figura 1)
3.PI0803657PROCESSO PARA PREPARAÇÃO DE UMA MISTURA DE PRODUTO FINAL, PROCESSO PARA PRODUÇÃO DE UM ÈSTER DE AMINOBENZOATO, E PROCESSO PARA PRODUÇÃO DE UM ÉSTER DE AMINOBENZOATO DE UM ÁLCOOL POLIMERIZADO
BR 19.05.2009
CIP C07C 227/18
CQUÍMICA; METALURGIA
07QUÍMICA ORGÂNICA
CCOMPOSTOS ACÍCLICOS OU CARBOCÍCLICOS
227Preparação de compostos contendo grupos amino e carboxila ligados ao mesmo esqueleto de carbono
14a partir de compostos que já contêm grupos amino e carboxila ou seus derivados
18por reações que envolvem grupos amino ou carboxila, p. ex. hidrólise de ésteres ou amidas, por formação de haletos, sais ou ésteres
№ do pedido PI0803657-8 Requerente Air Products And Chemicals, INC. Inventor Andrew Wilson Wang
PROCESSO PARA PREPARAÇÃO DE UMA MISTURA DE PRODUTO FINAL, PROCESSO PARA PRODUÇÃO DE UM ÉSTER DE AMINOBENZOATO, E PROCESSO PARA PRODUÇÃO DE UM ÉSTER DE AMINOBENZOATO DE UM ÁLCOOL POLIMERI ZADO. A presente invenção proporciona um processo para fabricação de um éster de aminobenzoato de um composto orgânico alcoólico. Em um aspecto, é provido um processo para fabricação de um éster de aminobenzoato compreendendo as etapas de: (a) provisão de uma mistura de reaçao compreendendo um alquil aminobenzoato, um reagente de álcool e um catalisador de transesterificação adequado; (b) introdução de um álcool auxiliar na mistura de reação; e (c) exposição da mistura de reação a condições eficazes para provisão de uma mistura de produto final compreendendo o éster de aminobenzoato.
4.PI0803677COMPOSTOS DE MOLDAGEM DE POLIAMIDA DE ALTA TEMPERATURA REFORÇADOS COM FIBRAS DE VIDRO PLANAS
BR 26.05.2009
CIP C08J 5/08
CQUÍMICA; METALURGIA
08COMPOSTOS MACROMOLECULARES ORGÂNICOS; SUA PREPARAÇÂO OU SEU PROCESSAMENTO QUÍMICO; COMPOSIÇÕES BASEADAS NOS MESMOS
JELABORAÇÃO; PROCESSOS GERAIS PARA FORMAR MISTURAS; PÓS-TRATAMENTO NÃO ABRANGIDO PELAS SUBCLASSES C08B, C08C, C08F, C08G ou C08H146
5Manufatura de artigos ou de materiais moldados contendo substâncias macromoleculares
04Reforço dos compostos macromoleculares com material fibroso solto ou coerente
06usando materiais fibrosos pré-tratados
08fibras de vidro
№ do pedido PI0803677-2 Requerente Ems-Patent AG Inventor Harder, Philipp
COMPOSTOS DE MOLDAGEM DE POLIAMIDA DE ALTA TEMPERATURA REFORÇADOS COM FIBRAS DE VIDRO PLANAS. A presente invenção se refere a compostos de moldagem de poliamida reforçada contendo poliamidas parcialmente aromáticas de alta fusão e fibras de vidro planas, em particular, com uma seção transversal retangular, isto é, fibras de vidro com uma área de seção transversal não-circular e uma razão de dimensão do eixo de seção transversal principal para o eixo de seção transversal secundário de 2 a 6, em particular 3 a 6, mais especialmente preferivelmente de 3,5 a 5,0. A presente invenção também se refere a um método para manufatura de compostos de moldagem de poliamida, e artigos moldados manufaturados a partir deste, isto é, em particular partes moldadas por injeção. As partes moldadas da invenção têm alta dureza transversal e resistência transversal.
5.PI0803699VEÍCULO PARA VIAJAR MONTADO
BR 05.05.2009
CIP B62M 25/06
BOPERAÇÕES DE PROCESSAMENTO; TRANSPORTE
62VEÍCULOS TERRESTRES PARA TRAFEGAR DE OUTRA MANEIRA QUE NÃO SOBRE TRILHOS
MPROPULSÃO PELO CONDUTOR DE VEÍCULOS COM RODAS OU DE TRENÓS; PROPULSÃO MECÂNICA DE TRENÓS OU BICICLETAS; TRANSMISSÕES ESPECIALMENTE ADAPTADAS PARA TAIS VEÍCULOS
25Atuadores para engrenar mecanismos de mudança de velocidade especialmente adaptados a bicicletas
02com sistemas de transmissão mecânica, p. ex. cabos, alavancas
06acionados pelo pé
№ do pedido PI0803699-3 Requerente Yamaha Hatsudoki Kabushiki Kaisha Inventor Masaya Suzuki
VEÍCULO PARA VIAJAR MONTADO. São providos um descanso de pé sobre o qual um piloto coloca a sola do sapato, e um pedal de mudança (pedal de operação) disposto de modo a poder oscilar verticalmente sobre um eixo de transmissão (eixo rotativo) que se estende no sentido da largura do veículo, o pedal de mudança incluindo os corpos de pedal frontal e traseiro conectados ao eixo de transmissão de modo a estender para frente e para trás, e porções operacionais formadas nas extremidades frontal e traseira nos corpos de pedal frontal e traseiro e sobre os quais o piloto realiza uma operação de calcar com o pé em um estado de colocar a sola de sapato sobre o descanso de pé, as porções operacionais incluindo superfícies de estribo que se projetam para cima.
6.PI0803722disposição de vedação para um sistema de desembreagem
BR 16.06.2009
CIP F16D 25
FENGENHARIA MECÂNICA; ILUMINAÇÃO; AQUECIMENTO; ARMAS; EXPLOSÃO
16ELEMENTOS OU UNIDADES DE ENGENHARIA; MEDIDAS GERAIS PARA ASSEGURAR E MANTER O FUNCIONAMENTO EFETIVO DE MÁQUINAS OU INSTALAÇÕES; ISOLAMENTO TÉRMICO EM GERAL
DACOPLAMENTOS PARA TRANSMISSÃO DE ROTAÇÃO; EMBREAGENS; FREIOS
25Embreagens acionadas a fluido
№ do pedido PI0803722 Requerente LUK LAMELLEN UND KUPPLUNGSBAU BETEILIGUNGS KG Inventor Marcelo-Henrique Ribeiro
disposição de vedação para um sistema de desembreagem. a presente invenção refere-se a uma disposição de vedação para um sistema de desembreagem, sendo que está combinada uma primeira vedação que impede a saída de fluido para freios, com uma segunda vedação de um material resistente contra óleo mineral.
7.PI0803741PROCESSO PARA O ENCHIMENTO E O ESVAZIAMENTO DE CONTÊINERES DE TRANSPORTE COM GRANULADOS DE MATERIAL SINTÉTICO
BR 19.05.2009
CIP B65G 65/30
BOPERAÇÕES DE PROCESSAMENTO; TRANSPORTE
65TRANSPORTE; EMBALAGEM; ARMAZENAMENTO; MANIPULAÇÃO DE MATERIAL DELGADO OU FILAMENTAR
GDISPOSITIVOS DE TRANSPORTE OU DE ESTOCAGEM, p. ex. TRANSPORTADORES PARA CARREGAR OU PARA BASCULAR, SISTEMAS DE TRANSPORTADORES PARA LOJAS OU TRANSPORTADORES POR TUBO PNEUMÁTICO
65Carga ou descarga
30Métodos ou dispositivos para enchimento ou esvaziamento de silos, alimentadores, tanques ou recipientes similares, de interesse além do seu uso de processos físicos ou químicos particulares ou independentemente de sua aplicação em equipamentos em particulares, p. ex. não abrangidos por nenhuma outra subclasse isolada
№ do pedido PI0803741-8 Requerente Bayer MaterialScience AG Inventor Christian Kords
PROCESSO PARA O ENCHIMENTO E O ESVAZIAMENTO DE CONTEINERES DE TRANSPORTE COM GRANULADOS DE MATERIAL SINTÉTICO. A presente invenção refere-se a um processo para o enchimento e eventualmente o esvaziamento de contêineres de transporte com granulados de material sintético, um sistema de esvaziamento e de enchimento especialmente apropriado para esse processo, bem como, um revestimento interno especialmente apropriado para esse processo, bem como, um revestimento de proteção especial adicional para os contêineres de transporte a serem enchidos ou eventualmente a serem esvaziados e seu emprego.
8.PI0803763UNIDADE DE FILEIRA DE COLETOR DE ALGODÃO
BR 24.11.2009
CIP A01D 46/08
ANECESSIDADES HUMANAS
01AGRICULTURA; SILVICULTURA; PECUÁRIA; CAÇA; CAPTURA EM ARMADILHAS; PESCA
DCOLHEITA; CEIFA
46Colheita de frutas, legumes, lúpulos ou similares; Dispositivos para sacudir árvores ou arbustos
08de algodão
№ do pedido PI0803763-9 Requerente Deere & Company Inventor Daniel John Johannsen
UNIDADE DE FILEIRA DE COLETOR DE ALGODÃO. Para reduzir os efeitos destrutivos de rotação de alta velocidade de tambor coletor de algodão, movimento para trás de ponta de fuso é ajustado por posicionar angularmente os fusos na zona de coleta com um arranjo aperfeiçoado de lagarta de came. O came gira a barra coletora ao redor do eixo vertical da barra para variar a velocidade da ponta de fuso na zona de coleta e permitir uma maior velocidade de tambor. Em uma primeira porção da zona de coleta, as pontas de fusos ficam mais próximas uma da outra do que as bases de fusos na barra coletora. O espaçamento de pontas de fuso em uma segunda porção da zona de coleta é, aproximadamente, igual ao espaçamento de bases de fusos nas extremidades. A movimentação resultante de ponta de fuso facilita maior velocidade em relação ao solo de veículo coletor de algodão sem perda de eficácia de coleta ou dano adicional às plantas de algodão.
9.PI0803789CABEÇA DE INJEÇÃO
BR 19.05.2009
CIP B29C 47/12
BOPERAÇÕES DE PROCESSAMENTO; TRANSPORTE
29PROCESSAMENTO DE MATÉRIAS PLÁSTICAS; PROCESSAMENTO DE SUBSTÂNCIAS EM ESTADO PLÁSTICO EM GERAL
CMOLDAGEM OU UNIÃO DE MATÉRIAS PLÁSTICAS; MOLDAGEM DE MATERIAL EM ESTADO PLÁSTICO, NÃO INCLUÍDO EM OUTRO LOCAL; PÓS-TRATAMENTO DE PRODUTOS MODELADOS, p. ex. REPARO
47Moldagem por extrusão, i.e. forçando o material de moldagem através de uma matriz ou bocal que dá a forma desejada; Aparelhos para esse fim
08Partes componentes, detalhes ou acessórios; Operações auxiliares
12Bocais ou matrizes de extrusão
№ do pedido PI0803789-2 Requerente Troester Gmbh & Co. Kg Inventor ECKHARD UNLAND
CABEÇA DE INJEÇÃO. A presente invenção refere-se a uma cabeça de injeção (1) para misturas de borracha, que apresenta duas partes de cabeça (4, 5) pivotantes uma em relação à outra em torno de uma respectiva articulação (2, 3). Em uma posição de trabalho, as partes de cabeça (4, 5) encostam em uma área de vedação (6) ao longo desta e podem ser pivotadas por duas unidades de acionamento (7) para a posição de repouso mostrada que possibilita um acesso livre. As duas unidades de acionamento (7) estão dispostas em ambos os lados das partes se cabeça (4, 5) e estão ligadas com as duas partes de cabeça (4, 5) por meio de duas hastes de tração (8, 9). Desse modo, por meio da unidade de acionamento (7), a força de fechamento, respectivamente de retenção, necessária para a vedação é transmitida ao mesmo tempo para as duas partes de cabeça (4, 5).
10.PI0803837PROCESSO PARA PRODUÇÃO DE LEITE DE SOJA NA FORMA EM PÓ E USINA PARA REALIZAR O PROCESSO
BR 10.11.2009
CIP A23C 11/10
ANECESSIDADES HUMANAS
23ALIMENTOS OU PRODUTOS ALIMENTÍCIOS; TRATAMENTO DOS MESMOS, NÃO ABRANGIDO POR OUTRAS CLASSES
CPRODUTOS DE LATICÍNIO, p. ex. LEITE, MANTEIGA, QUEIJO; SUBSTITUTOS DO LEITE OU DO QUEIJO; PRODUÇÃO DOS MESMOS
11Substitutos do leite, p. ex. composições branqueadoras de café
02contendo, pelo menos, um componente que não seja do leite como fonte das gorduras ou proteínas
10contendo ou não lactose, mas sem outros componentes do leite como fonte de gorduras, carboidratos ou proteínas
№ do pedido PI0803837-6 Requerente CFT. S.P.A. Inventor Roberto Catelli
PROCESSO PARA PRODUÇÃO DE LEITE DE SOJA NA FORMA EM PÓ E USINA PARA REALIZAR O PROCESSO. Trata-se de um processo de produção de leite de soja na forma em pó, compreendendo os seguintes estágios: moer por via úmida as sementes de soja com água de moagem para obter uma pasta semifluida; um estágio de homogeneizar a pasta semifluida para obter leite de soja na forma de pó. Os estágios de homogeneização e secagem da pasta semifluida são realizados sem efetuar o estágio anterior de separar os resíduos insolúveis da pasta semifluida.