Some content of this application is unavailable at the moment.
If this situation persist, please contact us atFeedback&Contact
1. (WO2019060968) DYNAMIC BUMPER ARRANGEMENT FOR MOTORCYCLES AND MOPEDS
Note: Text based on automatic Optical Character Recognition processes. Please use the PDF version for legal matters
"DISPOSIÇÃO APLICADA EM PARA-CHOQUE DINÂMICO PARA MOTOCICLETAS E VEÍCULOS CICLOMOTOR"

1. Refere-se o presente objeto a um protetor dinâmico para motocicletas e veículos ciclomotor em geral, que atua como para-choque, oferecendo proteção ao piloto em situações de colisão dianteira leve, onde a roda do veículo tende a prosseguir em seu movimento giratório, podendo tomar direções inesperadas, oferecendo inclusive proteção aos pedestres em caso de abalroamento, evitando o contato do corpo com a roda.

2. Destina-se o presente a oferecer um visual mais arrojado aos veículos para os quais é destinado e, ao mesmo tempo, maior proteção ao piloto e aos pedestres.

3. O protetor em questão é formado por um para-choque envolvente, dividido em duas peças, que circundam parcialmente as laterais, e boa parte da porção frontal da roda dianteira do veículo. E como um para-lama comum, circunda também parte da porção traseira e superior da dita roda. As duas partes se separam quando desmontadas e se unem por meio de encaixes e parafusos, quando fixadas ao veículo. Os envolventes são fixados à motocicleta como um para-lama comum. Sua parte traseira é aparafusada na parte supenor do garfo, podendo inclusive permanecer fixa em caso de remoção da roda dianteira. A parte da frente é aparafusada próxima à extremidade do garfo.

4. As peças possuem configuração inovadora, sendo preferencialmente arredondadas, com recortes e acabamentos, seguindo a configuração principal da motocicleta a ser instalada. 5. O protetor pode ser estilizado e desenvolvido em diversos materiais, como metais, alumínio, plásticos, PVC e similares, preferencialmente resistentes a impactos e intempéries climáticas.

6. Opcionalmente, o usuário pode adicionar mais luzes de segurança frontais ou faixas fluorescentes ao veículo, para facilitar a visualização em período noturno.

Inconvenientes observados nos modelos atuais:

7. Foi observado que os modelos atuais não são para-choque são simplesmente para-lama, cujo objetivo é tentar evitar que água, lama, dejetos e cascalho sejam lançados contra o piloto e algumas partes do veículo.

8. Não são capazes de prevenir contra o movimento giratório da roda dianteira em casos de acidentes leves, onde tal movimento faz com que o veículo fique, por alguns preciosos segundos, perigosamente desgovernados.

9. Os modelos atuais não protegem o pedestre contra o atrito da roda dianteira em caso de abalroamento do mesmo pelo veículo.

Solução:

10. Portanto, pensando em solucionar tais inconvenientes e em oferecer uma solução prática e eficiente, foi desenvolvido o novo modelo para-choque dinâmico para motocicletas. Apresentando ainda diversos benefícios, que podem ser destacados em:

• Baixo custo;

Proporciona segurança ao piloto em casos de acidentes leves;

Proporciona segurança ao pedestre em casos de abalroamento;

Permite adaptação de outros sinais luminosos frontais que permitam a visibilidade do veículo à noite parado com as lanternas apagadas;

Agregar beleza e dinamismo ao veículo.

Pode possuir design diferenciado de um veículo específico;

Fácil encaixe, fixação e utilização;

Simplicidade construtiva e baixo custo de produção;

Excelente relação custo-benefício;

Elevado potencial de comercialização;

Produto de necessidade comum;

Pode ser desenvolvido em diversos materiais;

Pode ser desenvolvido em diversos formatos;

Pode ser desenvolvido em diversos tamanhos;

Exequibilidade industrial;

• Inovações merecedoras deste privilégio de patente.

Estado da técnica:

11. Alguns modelos de para-lama de motocicletas, bicicletas e veículos ciclomotor, são conhecidos e utilizados atualmente.

12. Portanto, visando propor uma solução inédita e eficiente, foram realizadas pesquisas de anterioridades no Banco de Dados do INPI -Instituto Nacional da Propriedade Industrial e foram encontrados os seguintes processos:

13. U8800761-8, depositado em 27/02/2008, sob o título de "Disposição aplicada em pára-lama para motocicleta e similares."

Refere-se o presente objeto a um inédito e funcional modelo de pára-barro retrátil, alojado no pára-choque traseiro da motocicleta, de acionamento manual ou automático, através de uma chave deslizante ou botão de acionamento, evitando que respingos de água, lama e outros atinjam o motoqueiro.

14. PI0805389-8, depositado em 23/12/2008, sob o título de "Pára-lama frontal e motocicleta." É apresentado um pára-lama frontal fixado a uma forquilha frontal para articulação e uma roda frontal. O pára-lama frontal reveste um lado superior da roda frontal, o pára- lama frontal apresentando um degrau em sua parte atrás da forquilha frontal e o degrau ossuindo uma forma, tal que, uma parte lateral posterior atrás da parte provida com o degrau está mais próxima da roda frontal que uma parte lateral frontal na frente da parte provida com o degrau.

15. MU8902374-9, depositado em 28/10/2009, sob o título de "Parabarro rígido para motocicletas." Patente de modelo de utilidade que complementa paralamas de motocicletas compreendido por uma área convexa (4), integrada a tirantes com posicionamento vertical (1) e uma longarina (2) que ligam os dois esteticamente e estruturalmente, tendo em sua extremidade inferior aba (3) que propicia arremate ao conjunto das peças que constituídas e unidas por tenfloformagem sobressaem da cavidade (6) dotada de marcações para furos para colocação de parafusos que fixa e nivela o parabarro ao paralamas.

16. PI1104638-4, depositado em 29/08/2011, sob o título de "Estrutura traseira para motocicleta." A presente invenção refere-se a um aumento da tenacidade de suporte de um sistema de iluminação, enquanto aumentando o grau de flexibilidade no formato e nas aparências de um para-lama traseiro, em uma estrutura traseira para uma motocicleta em que o para-lama traseiro para cobrir uma roda traseira por cima, é provido em uma porção traseira de chassi e o sistema de iluminação é suportado pelo para-lama traseiro. O problema é solucionado por meio de um para-lama traseiro (64) que inclui; um membro de para-lama externo (66) formando uma aparência total do para-lama traseiro (64) quando visto de um lado traseiro; e um membro de para-lama interno (67) acoplado ao membro de para-lama externo (66) de um lado dianteiro, e é construído para ser divisível em porções traseira e dianteira. O sistema de iluminação (65) é suportado pelos membros de para-lama (66 e 67) em tal maneira a ser parcialmente intercalado entre o membro de para-lama externo (66) e membro de para-lama interno (67).

17. MU8902417-6, depositado em 09/07/2009, sob o título de "Equipamento de segurança para motocicleta." Patente de modelo de utilidade para equipamento de segurança para motocicleta, que é compreendido por: a fig. 1- Mostra a moto com todo o equipamento de segurança. 2 -Mostra encosto para banco com apoio para pescoço e capacete, reclináveis, um amor tecedor embutido na parte traseira do encosto, na altura do ombro do moto queiro. 3-Mostra encosto para banco com apoio para pescoço e capacete, reclináveis, no banco do carona. 4 - Um amortecedor com guidons nas extremidades, introduzido na parte frontal da moto, na frente do motor. 5 - Um amortecedor na parte inferior do pára- lamas da roda dianteira. 6-Canaleta de aço batido onde se encaixam os guidons. 7- Um amortecedor instalado em uma canaleta de aço batido. 8 -Encosto dos bancos com encaixe lateral preso por um grande e grosso parafuso de ferro com o cabeçote de plástico, os dois ferros laterais fixos, saindo da parte inferior do banco subindo em um ângulo de reto, ficando paralelo ao ferro que faz contorno do mesmo encaixando -se nele. Obs. Os bancos podem ser conforme mostrados na fig. 1 Ou simplesmente reclináveis como a fig.8.

18. Conforme o resumo acima, os processos mencionados não possuem similaridade com o objeto da presente patente, motivo pelo qual consideramos que não há impedimentos de ordem técnica nem legal para a obtenção do privilégio solicitado.

19. Para uma perfeita visualização e compreensão da "DISPOSIÇÃO APLICADA EM PARA-CHOQUE DINÂMICO PARA MOTOCICLETAS E VEÍCULOS CICLOMOTOR", em questão, seguem os desenhos ilustrativos, onde:

20. A fig. 1 - Apresenta uma vista em perspectiva do para-choque em questão;

21. A fig. 2 - Apresenta uma vista em perspectiva do para-choque em questão;

22. A fig. 3 - Apresenta uma vista ilustrativa do para-choque em questão aplicado na motocicleta;

23. A fig. 4 - Apresenta uma vista ilustrativa do para-choque em questão aplicado na motocicleta.

24. De acordo com a ilustração e em seus pormenores, a "DISPOSIÇÃO APLICADA EM PARA-CHOQUE DINÂMICO PARA MOTOCICLETAS E VEÍCULOS CICLOMOTOR", é constituída por um protetor dinâmico para motocicletas e veículos ciclomotor em geral (1), que atua como para-choque (2), oferecendo proteção ao piloto em situações de colisão dianteira leve, caracterizado por um para-choque envolvente (2A), dividido em duas peças principais (3) de configuração inovadora (3A), arredondadas (4), com recortes e acabamentos (5) que circundam parcialmente as laterais (6), boa parte da porção frontal da roda dianteira do veículo (7) e parte da porção traseira e superior (8), sendo fixadas através de encaixes e parafusos (9), sendo a parte traseira aparafusada na parte superior do garfo (10), e a parte dianteira parafusada próxima à extremidade do garfo ( 1 ).

25. O protetor (1) pode ser estilizado e desenvolvido em diversos materiais, como metais, alumínio, plásticos, PVC e similares, preferencialmente resistentes a impactos e intempéries climáticas (12); podendo opcionalmente receber luzes de segurança frontais ou faixas fluorescentes ao veículo, para facilitar a visualização em período noturno (13).

26. Pelas vantagens que oferece e por revestir-se de características verdadeiramente inovadoras, a "DISPOSIÇÃO APLICADA EM PARA-CHOQUE DINÂMICO PARA MOTOCICLETAS E VEÍCULOS CICLOMOTOR", reúne as condições necessárias para merecer a Patente de Modelo de Utilidade.