Processing

Please wait...

Settings

Settings

Goto Application

1. BRPI0520095 - APARELHOS E MÉTODOS

Note: Text based on automatic Optical Character Recognition processes. Please use the PDF version for legal matters

[ PT ]

PI
"APARELHOS E MÉTODOS"
A invenção se refere aos aparelhos e métodos para mover objetos, especificamente, aparelhos e métodos para mover objetos através de um carrossel provido com dispositivos operacionais dispostos para interação com os objetos mencionados acima.
Os aparelhos e métodos podem ser usados, entre outros, no campo de moldagem de objetos fabricados de plástico, no campo de resfriamento de objetos fabricados de plásticos após a moldagem dos mesmos, no campo de rotulagem de objetos, no campo de enchimento de recipientes, no campo de aplicação de tampas aos recipientes, no campo de decoração de objetos e no campo de tratamento térmico/condicionamento de objetos.
Os aparelhos são conhecidos para moldagem de objetos fabricados de plástico compreendendo um carrossel girável ao redor de um eixo geométrico de rotação e perifericamente provido com vários moldes dispostos de modo a serem angularme te equidistantes
Cada molde compreende uma matriz e uma punção que são móveis na direção e fora das mesmas, paralelas ao eixo geométrico de rotação do carrossel.
Cada matriz é provida com uma cavidade na qual uma dose de plástico pastoso é introduzida, sendo comprimida pela respectiva punção.
Uma vez que a dose de plásticos tiver sido introduzida dentro do molde, o último é fechado para obter a moldagem de um objeto.
0 molde é mantido fechado por um determinado período de tempo, de modo que a forma do objeto estabiliza, considerando-se que o carrossel é girado.

A etapa de estabilização da forma requer tempo considerável e ocorre enquanto o carrossel viaja através do ângulo de rotação que é maior que o ângulo de rotação percorrido pelo carrossel durante a etapa de extração dos objetos moldados e a etapa de inserção de uma dose.
Os aparelhos conhecidos compreendem uma zona de inserção de dose e uma zona de remoção de objetos, as zonas sendo dispostas uma próxima da outra, de modo que uma dose e o objeto obtido da mesma, realizam uma rotação substancialmente correspondendo a uma revolução completa do carrossel .
Isso permite que o tempo que o objeto permanece no carrossel seja maximizado, a fim de estender, tanto quanto possível, a etapa de estabilização da forma.
Os carrosséis conhecidos possuem dimensões consideráveis, de modo a serem capazes de alojar uma quantidade maior de moldes, de modo que o tempo necessário para rotação completa do carrossel ao redor do eixo geométrico seja suficiente para permitir resfriamento apropriado dos objetos moldados.
Não obstante, tais carrosséis, devido às duas dimensões consideráveis, resultam em dimensões totais significativas .
Um objetivo da invenção é aperfeiçoar os sistemas para transferência de objetos.
Um objetivo adicional é obter aparelhos possuindo dimensões totais limitadas, que são capazes de mover objetos por meio de carrosséis giratórios.
Um objetivo adicional é obter aparelhos compreendendo carrosséis giratórios para mover objetos que possuem alta produtividade e permitam que os objetos sejam mantidos nos carrosséis giratórios por períodos consideráveis .
Em um primeiro aspecto da invenção é provido um aparelho compreendendo dispositivos de carrossel, dispositivos operacionais associados aos dispositivos de carrossel e dispostos para interação com objetos e unidades de transporte suportadas pelos dispositivos de carrossel e móveis em relação aos dispositivos de carrossel para transferência dos objetos, caracterizado pelo fato de que as unidades de transporte sustentam vários dispositivos operacionais. Devido a esse aspecto da invenção, é possível obter um aparelho possuindo alta produtividade, o que resulta em dimensões totais pequenas.
0 aparelho, de fato, permite que vários objetos sejam tratados sem ser necessário prover um carrossel girável possuindo um diâmetro maior.
Isso permite que os espaços necessários para a instalação do aparelho sejam limitados.
Devido a esse aspecto da invenção, é possível adicionalmente, manter um objeto em um carrossel giratório por um período de tempo considerável, sem que a velocidade de rotação do carrossel seja diminuída, causando uma limitação à produtividade do aparelho.
Em um segundo aspecto da invenção, é provido um aparelho compreendendo dispositivos de carrossel giráveis, dispositivos operacionais associados aos dispositivos de carrossel e dispostos para interagirem com objetos e dispositivos de movimento dispostos para transferir os objetos para e/ou remover os objetos dos dispositivos de carrossel, caracterizado pelo fato de que os dispositivos de movimento compreendem dispositivos de movimento flexíveis .

Os dispositivos de movimento flexíveis são dispostos ao longo da trajetória percorrida pelos dispositivos operacionais, de tal modo que a interação entre os dispositivos de movimento flexíveis e os dispositivos operacionais ocorra por um período de tempo significativamente longo.
Por outro lado, nos aparelhos de acordo com o estado da técnica, onde os dispositivos de movimento compreendem dispositivos de carrossel adicionais, a interação entre os dispositivos de carrossel e os dispositivos de carrossel adicionais ocorre apenas em seu ponto de tangente.
Em um terceiro aspecto da invenção, é provido um aparelho compreendendo dispositivos de carrossel giráveis, unidades operacionais associados aos dispositivos de carrossel e dispostas para interagirem com objetos, elementos de recepção associados aos dispositivos de carrossel e dispostos para receber os objetos vindos ou direcionados às unidades operacionais, onde os elementos de recepção são em maior número que as unidades operacionais.
Como os elementos de recepção são em maior número que as unidades operacionais, um objeto pode ser removido de uma unidade operacional e ser depositado em um elemento de recepção e ser mantido lá, enquanto os dispositivos de carrossel realizam várias rotações ao redor de um eixo geométrico de rotação do mesmo.
Devido à invenção é também possível obter um aparelho no qual um objeto possa ser mantido sobre os dispositivos de carrossel por um período de tempo considerável durante o que o objeto pode ser submetido às operações necessárias pelo ciclo de trabalho, tal como, por exemplo, uma etapa de resfriamento e estabilização da forma, se o objeto tiver sido formado por compressão dos plásticos .
É adicionalmente possível manter a produtividade do aparelho alta, sem ser necessário aumentar a velocidade de rotação dos dispositivos de carrossel, o que, conforme especificado acima, permite que os objetos permaneçam nos dispositivos de carrossel por longos períodos.
Em um quarto aspecto da invenção, é provido um aparelho compreendendo dispositivos de carrossel giráveis, dispositivos operacionais associados aos dispositivos de carrossel e dispostos para interação com os objetos, dispositivos de acionamento dispostos para mover os dispositivos operacionais entre uma posição aberta e uma posição fechada, dispositivos de manutenção dispostos para manter os dispositivos operacionais na posição fechada, caracterizado pelo fato de que os dispositivos de acionamento são conformados de modo a atuarem ao longo dos eixos geométricos dos dispositivos operacionais.
Devido a esse aspecto da invenção é possível limitar a extensão da tensão mecânica a qual os dispositivos operacionais estão sujeitos.
Também é adicionalmente possível obter um aparelho no qual um elemento de acionamento simples tenha sido provido sendo apropriado para direcionar em sequência vários dispositivos operacionais associados aos dispositivos de carrossel. 0 elemento de acionamento comuta os dispositivos operacionais da posição aberta para a posição fechada, porém não sendo necessário para manutenção dos dispositivos operacionais na posição fechada.
Em um quinto aspecto da invenção é provido um aparelho compreendendo dispositivos de carrossel, dispositivos de unidade de transporte suportados pelos dispositivos de carrossel e móveis em relação aos dispositivos de carrossel para transferir objetos e dispositivos de acionamento dispostos para mover os dispositivos de unidade de transporte em relação aos dispositivos de carrossel, caracterizado pelo fato de que os dispositivos de acionamento compreendem dispositivos de acionamento de carne.
Devido a esse aspecto da invenção, é possível direcionar os dispositivos de unidade de transporte de modo controlado e com mais capacidade de repetição.
É também possível obter um aparelho mais barato, à medida que, se o dispositivo de unidade de transporte compreende várias unidades de transporte, não é necessário prover um dispositivo de acionamento independente para cada unidade de transporte.
Em um sexto aspecto da invenção, é provido um aparelho, compreendendo dispositivos de carrossel, dispositivos de braço acoplados de forma deslizante aos dispositivos de carrossel e dispositivos de remoção suportados giravelmente pelos dispositivos de braço e dispostos para interação com objetos, dispositivos de acionamento de carne dispostos para movimentar os dispositivos de braço em relação aos dispositivos de carrossel e dispositivos de acionamento de carne adicionais, dispostos para movimentar os dispositivos de remoção em relação aos dispositivos de braço.
Devido a esse aspecto da invenção, é possível obter um aparelho que permite que os objetos sejam depositados ou removidos das unidades operacionais providas sobre um dispositivo de transferência, especificamente na periferia de um carrossel girável.

Os primeiros dispositivos de carne e os segundos dispositivos de carne de fato, permitem que os dispositivos de remoção percorram uma trajetória, uma porção da qual coincide substancialmente com uma trajetória adicional percorrida pelas unidades operacionais providas no carrossel giratório. Dessa forma, é possível obter um período de tempo que seja de extensão significativa durante o qual um objeto pode ser liberado para ou removido de uma unidade operacional do carrossel girável.
Por outro lado, nos aparelhos do estado da técnica, os dispositivos de remoção interagem com as unidades operacionais apenas quando as respectivas trajetórias são tangentes.
Em um sétimo aspecto da invenção, é provido um método compreendendo provisão de um carrossel girável e rotação do carrossel, onde, durante a rotação, a disposição de um objeto em uma unidade de transporte sendo provida estando associada ao carrossel e sendo móvel em relação ao carrossel e disposição adicional de um objeto adicional, em uma unidade de transporte adicional, associada ao carrossel e móvel em relação ao carrossel.
Em uma versão, a unidade de transporte mencionada anteriormente compreende um carrossel adicional e a unidade de transporte adicional mencionada anteriormente compreende ainda um carrossel adicional.
Durante a primeira rotação completa do carrossel ao redor de um eixo geométrico do mesmo, um primeiro objeto é posicionado em uma primeira sede obtida no carrossel adicional e um segundo objeto é posicionado em uma primeira sede adicional obtida ainda no carrossel adicional.
Durante uma segunda rotação completa do carrossel ao redor do eixo geométrico do mesmo, um terceiro objeto é posicionado na segunda sede obtida no carrossel adicional e um quarto objeto é posicionado em uma segunda sede adicional obtida ainda no carrossel adicional.
A etapa de posicionamento dos objetos pode continuar até todas as sedes obtidas no carrossel adicional e no carrossel adicional terem recebido um objeto.
0 primeiro objeto é sucessivamente removido da primeira sede do carrossel adicional, para permitir que um novo objeto seja inserido, apenas após o carrossel ter realizado várias revoluções ao redor do eixo geométrico de rotação do mesmo, o número sendo igual ao número de sedes obtidas no carrossel adicional.
Devido a esse aspecto da invenção, é possível obter um método para mover objetos que permita que o objeto seja mantido no carrossel por um tempo considerável.
Especificamente, no caso de aparelhos para moldagem de objetos, um objeto formado é mantido no carrossel, dentro do respectivo molde de formação, por um tempo suficiente para que a forma seja apropriadamente estabilizada .
De modo semelhante, no caso de aparelhos para resfriamento de objetos, especificamente de preformas de recipientes obtidos por moldagem de plásticos, cada preforma pode ser mantida dentro de um dispositivo de resfriamento, durante a rotação do carrossel, por tempo suficiente para permitir que a preforma adquira a estabilidade dimensional necessária, sem que ocorra o fenómeno estendido de cristalização do plástico, o que poderia prejudicar a transparência de uma garrafa obtida subsequentemente da preforma.
Em um oitavo aspecto da invenção, é provido um método compreendendo provisão de um carrossel girável que sustenta uma unidade de transporte móvel em relação ao carrossel e uma unidade de transporte adicional móvel em relação ao carrossel, a unidade de transporte e a unidade de transporte adicional sendo providas com várias unidades operacionais dispostas para interação com objetos, dispondo um objeto em cada unidade operacional e subsequente e adicionalmente disposto um objeto adicional em cada unidade operacional da unidade de transporte adicional.
Em uma concretização, a unidade de transporte mencionada anteriormente compreende um carrossel adicional e a unidade de transporte adicional mencionada anteriormente compreende ainda um carrossel adicional. Entre a disposição e a disposição de rotação adicional, é provido o carrossel adicional para mover o carrossel adicional para fora dos dispositivos de fornecimento de objeto e colocar ainda o carrossel adicional na direção dos dispositivos de fornecimento de objeto.
A rotação mencionada anteriormente pode compreender rotação por uma etapa angular do carrossel mencionado anteriormente.
0 carrossel adicional e o outro carrossel adicional podem girar continuamente ou podem ser angularmente indexados em relação ao carrossel mencionado anteriormente .
Devido a esse aspecto da invenção é possível obter um método que permita que vários objetos sejam inseridos nas unidades operacionais em intervalos de tempo muito próximos, esse método adicionalmente garante um intervalo de tempo mais longo entre o fornecimento de uma unidade de transporte portando um grupo de unidades operacionais e o fornecimento de uma unidade de transporte adicional portando um grupo adicional de unidades operacionais .
Especificamente, no caso de um aparelho para encher recipientes com um produto, os recipientes posicionados no carrossel adicional podem ser enchidos um após o outro em intervalos de tempo muito curtos, através de um dispositivo de fornecimento disposto em uma posição fixa em relação ao carrossel adicional. Subsequentemente, durante um intervalo de tempo adicional que é mais longo que os intervalos de tempo mencionados anteriormente, enquanto o carrossel gira por uma etapa angular, os dispositivos de fornecimento são enchidos com uma quantidade de produto suficiente para encher os recipientes associados ao carrossel adicional.
Em um nono aspecto da invenção, é provido um método compreendendo dispositivos de carrossel de acionamento giratório em uma direção de rotação, com os dispositivos de unidade de transporte dos dispositivos de carrossel associados sendo móveis em relação aos dispositivos de carrossel e sendo providos com dispositivos de alojamento dispostos para receber os objetos, transferir os objetos entre os dispositivos de alojamento e dispositivos de transporte dispostos para transportar os objetos, a transferência sendo provida em uma zona onde os dispositivos de transporte interagem com os dispositivos de carrossel, movendo os dispositivos de alojamento, próximo da zona, em uma direção de avanço substancialmente oposta à direção de rotação.
Devido a esse aspecto da invenção, como a direção de avanço dos dispositivos de alojamento é substancialmente oposta à direção de rotação dos dispositivos de carrossel na zona onde os dispositivos de transporte interagem com os dispositivos de carrossel, é possível obter um aumento no período de tempo durante o qual os dispositivos de transporte interagem com os dispositivos de carrossel para remover um objeto ou liberar um objeto para o alojamento.
Em outras palavras, durante a transferência mencionada anteriormente, cada alojamento realiza uma comutação na qual dois componentes distintos podem ser identificados. Um primeiro componente, fornecido pelos dispositivos de carrossel, que comuta o alojamento para fora dos dispositivos de transporte e um segundo componente, fornecido pelos dispositivos de unidade de transporte, que comuta o alojamento para os dispositivos de transporte .
A invenção pode ser melhor entendida e implementada com referência aos desenhos anexos que mostram algumas concretizações exemplificativas e não limitantes dos mesmos, onde:
A figura 1 é uma vista plana esquemática de um aparelho para mover objetos fabricado de acordo com o estado da técnica.
A figura 2 é uma vista plana esquemática de um aparelho para mover objetos;
A figura 3 é uma vista plana esquemática do aparelho na figura 2, fabricada de acordo com uma versão;
A figura 4 é uma vista semelhante a uma na figura 3, mostrando outra versão do aparelho;
A figura 5 é uma seção esquemática tomada ao longo do plano V-V da figura 4, mostrando os dispositivos de unidade de transporte giravelmente sustentados no dispositivo de carrossel;
A figura 6 é uma vista semelhante àquela na figura 3, mostrando uma versão adicional do aparelho;

A figura 7 é uma seção esquemática tomada ao longo de um plano VII-VII na figura 6;
A figura 8 é uma vista semelhante a uma na figura 3, mostrando ainda uma versão adicional do aparelho;
A figura 9 é uma seção esquemática tomada ao longo do plano IX-IX na figura 8;
A figura 10 é uma vista semelhante a uma na figura 2, mostrando ainda uma versão adicional do aparelho;
A figura 11 é uma vista plana esquemática aumentada e fragmentada mostrando uma versão adicional do aparelho;
A figura 12 é uma vista semelhante àquela na figura 2, mostrando uma versão adicional do aparelho;
A figura 13 é uma vista plana de um dispositivo de transferência cooperando com o aparelho na figura 2;
A figura 14 é um detalhe aumentado da figura 13;
A figura 15 é uma vista semelhante a uma na figura 14 mostrando elementos de carne com os quais o dispositivo é provido;
A figura 16 é uma vista semelhante a uma na figura 14, mostrando outra concretização do dispositivo;
A figura 17 é uma vista semelhante a uma na figura 14, mostrando uma concretização adicional do dispositivo;
A figura 18 é uma vista semelhante a uma na figura 14, mostrando uma concretização adicional do dispositivo;
A figura 19 é uma vista plana esquemática mostrando uma versão adicional do aparelho;
A figura 20 é um detalhe da figura 19;
A figura 21 é uma vista lateral parcialmente selecionada da figura 19;

A figura 22 é um detalhe aumentado da figura 19;
A figura 23 é uma vista em perspectiva de um objeto que é manuseado pelo aparelho;
A figura 24 é uma vista semelhante a uma na figura 2, mostrando uma versão adicional do aparelho provido com dispositivos de transferência de carrossel;
A figura 25 é um detalhe aumentado e fragmentado da figura 24;
A figura 26 é uma vista em perspectiva fragmentada de uma concretização adicional dos dispositivos de transferência de carrossel;
A figura 27 é uma vista plana esquemática dos dispositivos de transferência de carrossel na figura 26;
A figura 28 é uma vista plana esquemática adicional dos dispositivos de transferência de carrossel na figura 26;
A figura 29 é uma vista plana de uma placa superior dos dispositivos de trasnferência de carrossel na figura 26;
A figura 30 é uma vista lateral esquemática, parcialmente em seção de um molde para moldagem de plásticos por compressão;
A figura 31 é uma vista lateral esquemática, parcialmente em seção de um dispositivo para condicionamento térmico de preformas de recipientes fabricados de plástico;
A figura 32 é uma vista lateral esquemática, parcialmente em seção de um molde para recipientes de moldagem por sopro a partir de preformas;
A figura 33 é uma vista lateral esquemática parcialmente em seção, de um aparelho para acionamento das unidades operacionais entre uma posição aberta e uma posição fechada e para manutenção das unidades operacionais na posição fechada;
A figura 34 é uma vista lateral esquemática, parcialmente em seção, de uma versão do aparelho para acionamento das unidades operacionais que mostra o aparelho em uma configuração de trabalho;
A figura 35 é uma vista semelhante àquela na figura 34, que mostra o aparelho em outra configuração de trabalho;
A figura 36 é uma vista lateral esquemática, parcialmente em seção de uma versão adicional do aparelho para direcionamento das unidades operacionais;
A figura 37 é uma vista lateral de um dispositivo giratório dos dispositivos de carrossel giravelmente suportado por um carrossel;
A figura 38 é uma seção tomada ao longo de um plano XXXVIII-XXXVIII na figura 37;
A figura 39 é uma seção tomada ao longo do plano XXXIX-XXXIX na figura 38;
A figura 40 é uma vista plana esquemática de um carne com o qual o dispositivo é provido;
A figura 41 é uma vista semelhante a uma na figura 37, mostrando um carne adicional com o qual o dispositivo é provido;
A figura 42 é uma vista plana esquemática do dispositivo de carne do dispositivo de acionamento provido com elementos de rolamento cooperando com os dispositivos de trilha para impedir rotação dos dispositivos de disco.
Com referência à figura 1, uma máquina 1 do tipo conhecido para moldagem de objetos, por exemplo, tampas ou preformas de recipientes, por compressão de plásticos é mostrada esquematicamente.

A máquina 1 compreende um suporte de carrossel 3 que é girável ao redor de um eixo geométrico de rotação A do mesmo e é provido com vários moldes 4 distribuídos em intervalos angulares de grau constante, ao longo de uma zona periférica do suporte de carrossel 3.
Com referência à figura 2, é mostrado um aparelho 2 compreendendo um carrossel 5, o carrossel 5 sendo girável ao redor de um eixo de rotação B, no qual várias unidades de transporte 170 são providas giravelmente suportadas pelo mesmo .
As unidades de transporte 170 compreendem vários carrosséis adicionais 6 giravelmente suportados sobre o carrossel 5 e girando ao redor do respectivo eixo geométrico de rotação C adicional.
O carrossel 5 pode ser indexado angularmente ou girado continuamente.
De modo semelhante, cada um dos carrosséis adicionais 6 pode ser angularmente indexado ou continuamente girado.
Cada um dos carrosséis 6 é provido com vários alojamentos 7, dispostos em intervalos angulares preferivelmente constantes na periferia dos carrosséis adicionais 6, onde os dispositivos operacionais podem ser montados, tal como, por exemplo, os moldes 4.
Deve ser observado que, para o mesmo número de moldes 4, as dimensões do aparelho 2 são consideravelmente reduzidas em relação às dimensões da máquina 1.
O aparelho 2 assim permite que a mesma produtividade da máquina 1 seja obtida com um requisito de espaço notavelmente menor.
Durante a revolução completa do carrossel 5, uma dose 40 é depositada (figura 30) em um molde 4 de cada um dos carrosséis adicionais 6, especificamente uma primeira dose é inserida em um primeiro molde de um primeiro carrossel adicional 6.
Durante a revolução subsequente do carrossel 5, uma dose adicional 40 é despistada em um molde adicional de cada um dos carrosséis 6 adicionais.
Essa operação é repetida até todos os moldes terem sido supridos com doses 40.
Nesse ponto, um objeto moldado é removido do primeiro molde do primeiro carrossel adicional para permitir que uma dose adicional ainda seja inserida no primeiro molde.
É observado que a dose 40 e o objeto obtido da mesma são mantidos dentro do primeiro molde para várias revoluções do carrossel 5 iguais ao número de moldes providos em cada um dos carrosséis adicionais 6.
A exposição precedente indica que o aparelho 2 permite que uma etapa de resfriamento e estabilização da forma dos objetos moldados seja obtida, a qual possui uma duração muito longa, por exemplo, substancialmente a mesma que aquela de resfriamento e etapa de estabilização de forma correspondente que é obtida com a máquina 1, embora resultando, para a mesma produtividade, em dimensões totais decididamente menores.
Em uma concretização que não é mostrada, os carrosséis adicionais 6 podem ser posicionados substancial e radialmente sobre o carrossel 5.
Nesse caso, os eixos geométricos de rotação C adicionais são dispostos substancialmente paralelos em relação ao carrossel 5 principal, os carrosséis 6 adicionais sendo dispostos ao longo de planos diametrais do carrossel 5.

Dessa forma, pela provisão de carrosséis 6 adicionais fornecidos com uma dimensão longitudinal que é muito inferior a uma dimensão transversal - isto é, carrosséis adicionais 6 providos com uma espessura que é inferior ao diâmetro dos mesmos - é possível instalar ao invés disso um número significativo de carrosséis adicionais 6 no carrossel 5, permitindo que o carrossel 5, para as mesmas dimensões, receba um número consideravelmente maior de objetos em comparação aos carrosséis adicionais possuindo o eixo geométrico de rotação C substancialmente paralelo ao eixo geométrico de rotação B.
Em outra concretização não mostrada, os carrosséis adicionais 6 podem ser dispostos de modo que os eixos geométricos de rotação respectivos adicionais C sejam posicionados substancial e radialmente em relação ao carrossel 5.
Conforme mostrado nas figuras 3 a 9, as unidades de transporte 100 podem compreender, ao invés dos carrosséis 6 adicionais, unidades de transporte de alça 171, cada uma sendo provida com um elemento flexível de alça 172, por exemplo, uma cinta ou uma correia, fabricada esticada entre o primeiro elemento de rolamento 173 e um segundo elemento de rolamento 174 um dos quais é motorizado .
Alternativamente, mais de dois elementos de rolamento podem ser providos.
O primeiro elemento de rolamento 173 é girável ao redor dos primeiros dispositivos de eixo geométrico de rotação Al, considerando-se que o segundo elemento de rolamento 174 é girável ao redor dos segundos dispositivos de eixo geométrico de rotação A2.

Com referência à figura 3, o elemento flexível de alça 172 é posicionado de tal modo que os primeiros dispositivos de eixo geométrico de rotação Al e os segundos dispositivos de eixo geométrico de rotação A2 são dispostos substancialmente paralelos ao eixo geométrico de rotação B.
0 primeiro elemento de rolamento 173 é disposto próximo à zona periférica 175 do carrossel 5, considerando-se que o segundo elemento de rolamento 174 é disposto próximo a uma zona central 176 do carrossel 5, os primeiros dispositivos de eixo geométrico de rotação Al e os segundos dispositivos de eixo geométrico de rotação A2 sendo posicionados de modo tal a definirem um plano diametral do carrossel 5.
Com referência às figuras 4 e 5, o elemento flexível de alça 172 é posicionado de modo a definir um plano diametral do carrossel 5.
0 primeiro elemento de rolamento 173 é disposto próximo à zona periférica 175 do carrossel 5, considerando-se que o segundo elemento de rolamento 174 é disposto próximo a uma zona central 176 do carrossel 5, os primeiros dispositivos de eixo geométrico de rotação Al e os segundos dispositivos de eixo geométrico de rotação A2 sendo posicionados de modo a definirem um plano substancialmente paralelo ao carrossel 5.
Nas concretizações mostradas na figura 3 e figuras 4 e 5, conforme o elemento flexível de alça 172 se estende entre a zona periférica 175, na qual recebe os objetos, e a zona central 176, produtividade muito alta do aparelho 2 é obtida, à medida que é possível também posicionar os objetos em uma porção interna do carrossel Dessa forma, o aparelho 2, embora possuindo dimensões modestas, pode receber um grande número de obj etos .
Com referência às figuras 6 e 7, é mostrada uma concretização do aparelho 2, onde ambos o primeiro elemento de rolamento 173 e o segundo elemento de rolamento 174 de cada unidade de transporte de alça 171 são posicionados próximo à zona periférica 176, o segundo elemento de rolamento 174 sendo alinhado e sobrepondo o primeiro elemento de rolamento 173.
O elemento flexível de alça 172 é posicionado de modo a ter uma primeira ramificação 177 voltada para a zona periférica 175 e uma segunda ramificação 178 voltada para a zona central 176.
Com referência às figuras 8 e 9, é mostrada uma concretização do aparelho 2, onde ambos o primeiro elemento de rolamento 173 e o segundo elemento de rolamento 174 de cada unidade de transporte de alça 171 são posicionados próximo à zona periférica 176, o segundo elemento de rolamento 174 sendo alinhado e sobrepondo o primeiro elemento de rolamento 173.
Os primeiros dispositivos de eixo geométrico de rotação Al e os segundos dispositivos de eixo geométrico de rotação A2 são dispostos substancial e radialmente em relação ao carrossel 5, de modo a definirem um plano diametral do carrossel 5.
As concretizações mostradas nas figuras 6 e 7 e figuras 8 e 9 permitem que sejam fabricados os aparelhos 2 que se estendem significativamente em uma direção que é substancialmente paralela ao eixo geométrico de rotação B.
Tais aparelhos podem mover vários objetos, enquanto mantendo uma dimensão de plano muito reduzido.

Tais aparelhos são consequente e especificamente apropriados para serem instalados dentro dos ambientes que, uma vez não possuindo uma extensão de superfície significativa, requerem exploração muito cuidadosa do espaço interno.
Com referência à figura 10, é mostrada uma concretização do aparelho 2, compreendendo um carrossel 5 no qual doze carrosséis adicionais 6 são giravelmente suportados, cada um perifericamente provido com doze moldes 4, distribuídos em intervalos angulares preferivelmente constantes .
O aparelho 2 é provido com dois dispositivos de fornecimento 8 que alimentam o carrossel 5 em duas zonas D do mesmo, que são diametricamente opostas uma a outra.
Cada dispositivo de fornecimento 8 é provido com dispositivos de fornecimento flexíveis 22, compreendendo um primeiro elemento discóide 9' e um segundo elemento discóide 9".
Os primeiros elementos discóides 9' e os segundos elementos discóides 9" são giráveis, em uma direção de rotação L, ao redor dos eixos geométricos de rotação E e um elemento de fornecimento flexível 10 é parcialmente enrolado aos mesmos.
Os primeiros elementos discóides 9' e os segundos elementos discóides 9" são posicionados para sobreporem parcialmente uma porção periférica do carrossel 5 e de modo a serem capazes de interagir com os carrosséis adicionais 6.
Várias porções de contenção 11 são providos no elemento de fornecimento flexível 10, as mesmas sendo equidistantes uma da outra e recebendo uma dose 40 de plásticos no estado de pasta.

Os primeiros elementos discóides 9' e os segundos elementos discóides 9" são perifericamente providos com elementos de recesso 12, que são angularmente equidistantes e posicionados de tal modo que cada elemento de recesso 12, durante rotação do primeiro elemento discóide 9' e do segundo elemento discóide 9", recebe parcialmente no interior do mesmo uma respectiva porção de contenção 11.
0 elemento de fornecimento flexível 10 compreende uma ramificação 43, parcialmente enrolada ao redor da superfície cilíndrica K, a superfície K sendo concêntrica com o eixo geométrico de rotação B, de tal modo que a ramificação 43 se estende ao longo de uma porção da trajetória percorrida pelos moldes 4 dentro dos quais as doses 40 devem ser inseridas.
Conforme o elemento de fornecimento flexível 10 e os carrosséis adicionais 6 interagem por um tempo considerável, a inserção das doses dentro dos moldes 40 é simplificada .
Os carrosséis giráveis adicionais 6 são dispostos perifericamente sobre o carrossel 5, de modo que cada molde 4 pode receber de uma porção de contenção 11, uma dose 40 de plásticos.
O carrossel 5 é provido, ao longo de uma borda periférica 14 do mesmo, com vários entalhes 15 espaçados uniformemente um do outro e conformados de modo a permitirem a recepção dos objetos 16 que foram formados nos moldes 4.
Entre os entalhes adjacentes 15 são dispostos elementos de braço 17 que são conectados giravelmente à borda periférica 14.
Cada elemento de braço 17 está associado ao carrossel adicional 6 correspondente e pode ser girado ao redor de um eixo geométrico F do mesmo, paralelo ao eixo geométrico de rotação B.
Cada elemento de braço 17 move um objeto 16 para fora da primeira posição, onde o objeto 16 é disposto dentro de um molde 4 do carrossel adicional 6 correspondendo ao elemento de braço 17, para uma segunda posição, onde o objeto 16 é disposto dentro do entalhe 15 adjacente ao elemento de braço 17.
Cada elemento de braço 17 é móvel tangencialmente em relação ao carrossel 5 na direção e fora dos entalhes 15.
Adicionalmente, cada elemento de braço 17 é radialmente móvel em relação ao carrossel 5 na direção e fora dos carrosséis 6.
Dois entalhes 15 são associados a cada elemento de braço 17, um primeiro entalhe 15a disposto a jusante do elemento de braço 17, em relação a uma direção de rotação do carrossel 5 e um segundo entalhe 15b disposto a montante do elemento de braço 17 em relação à direção de rotação M do carrossel 5.
Como resultado, o número de entalhes 15 é o dobro do número de carrosséis adicionais 6.
Deve ser observado que o número total de entalhes 15 é igual ao produto do número de carrosséis adicionais 6 para o número de dispositivos de fornecimento 8.
Com referência à figura 11, é mostrada uma concretização do aparelho, onde a cada elemento de braço 17 estão associados quatro entalhes 15 ao invés de dois, em outras palavras, o número total de entalhes é maior que o produto do número de carrosséis 6 adicionais pelo número de dispositivos de fornecimento 8.

Como resultado, os objetos moldados 16 podem ser mantidos no carrossel 5 por um período de tempo prolongado, isto é, enquanto o carrossel 5 realiza várias revoluções ao redor do eixo geométrico de rotação B.
Os elementos de braço são extensíveis ao longo de uma dimensão longitudinal dos mesmos, de modo a serem capazes de depositar os objetos moldados 16 nos entalhes 15 mais ou menos distantes da zona na qual os elementos de braço 17 são suportados giravelmente sobre o carrossel 5.
0 aparelho 2 compreende, adicionalmente, uma roda de remoção 18, que remove das fendas 15 os objetos moldados 16 para transportar os últimos para uma estação de coleta.
A roda de remoção 18 é tangencial ao carrossel 5 e é girável ao redor de um eixo geométrico de rotação adicional G, disposto substancialmente em paralelo ao eixo geométrico de rotação B.
A roda de remoção 18, em uma borda periférica adicional 19 da mesma, é provida com sedes 20 que são espaçadas substancialmente uniformes uma da outra, as sedes

20 sendo dispostas para receber os objetos moldados 16.
A roda de remoção 18 é girada, de tal modo que, cada sede 20 recebe um objeto 16 de um entalhe 15.
Entre as sedes adjacentes 20 são obtidos recessos

21 que recebem uma porção dos elementos de braço 17 quando os últimos estão próximos da zona de interação entre o carrossel 5 e a roda de remoção 18, para impedir os elementos de braço 17 de interferirem com a roda de remoção 18.
Em uma concretização que não é mostrada, o aparelho compreende, ao invés da roda de remoção 18, dispositivos de remoção flexíveis isto é, conformados de modo semelhante aos dispositivos de fornecimento flexíveis 22 revelados acima e providos com um elemento de remoção flexível que remove os objetos moldados 16 dos carrosséis adicionais 6.
Durante a operação do aparelho 2, as porções de contenção 11 são fornecidas em sucessão com doses 40 de plásticos a partir dos dispositivos de bocal de dispensa 13, considerando-se que o carrossel 5 é girado de modo contínuo na direção de rotação M, oposta à direção de rotação L dos primeiros elementos discóides 9' e dos segundos elementos discóides 9".
Quando os elementos de fornecimento flexíveis 10 avançam, uma primeira porção de contenção 11a alcança uma posição de transferência H na qual libera a dose 40 contida lá para um primeiro molde 4a de um primeiro carrossel adicional 6a.
Subsequentemente, um segundo carrossel adicional 6b disposto a montante do primeiro carrossel adicional 6a alcança as vizinhanças do primeiro elemento discóide 9', de tal modo que um primeiro molde adicional 4b associado ao mesmo recebe outra dose 40 de uma segunda porção de contenção 11b que está adjacente à primeira porção de contenção 11a e está disposta a montante da última em relação à direção de avanço do elemento de fornecimento flexível 10.
Durante uma revolução completa do carrossel 5 ao redor do eixo de rotação B, cada carrossel adicional 6 recebe uma dose 40 dentro de um molde 4 dos moldes associados ao mesmo.
Cada carrossel adicional 6, após receber uma dose 40 dentro de um molde 4 do mesmo, é girado por uma etapa angular, de tal modo a preparar um molde adicional 4, adjacente a um que já tenha recebido a dose 40, para receber uma dose 40 adicional.
Durante uma segunda revolução completa do carrossel 5 ao redor do eixo geométrico de rotação B, cada carrossel adicional 6 recebe uma dose adicional dentro de um molde adicional 4 dos moldes associados ao mesmo.
As operações reveladas acima são repetidas, até todos os moldes 4 de todos os carrosséis adicionais 6 terem recebido uma dose 40.
É adicionalmente observado que, enquanto o carrossel 5 realiza uma meia revolução do eixo geométrico de rotação B, cada elemento de braço 17 extrai um objeto de um molde 4 e posiciona o objeto no primeiro entalhe 15a.
Subsequentemente, embora o carrossel 5 realize uma meia revolução adicional ao redor do eixo geométrico de rotação B, cada elemento de braço 17 extrai um objeto adicional de um molde 4 e posiciona o mesmo na segunda fenda 15b.
Dessa forma, devido à presença dos dois dispositivos de fornecimento 8 e dos elementos de braço 17, cada molde 4 é capaz de moldar dois objetos 16 para cada revolução do carrossel 5.
Isso permite que uma alta produtividade seja obtida, enquanto mantendo a velocidade de rotação do carrossel 5 ao redor do eixo geométrico de rotação B preferivelmente limitada.
A velocidade de rotação limitada do carrossel 5 é combinada pelos objetos permanecendo um longo tempo dentro dos moldes 4, o que garante resfriamento satisfatório e boa estabilização da forma.

Isso permite, adicionalmente que alta produtividade seja obtida em relação a uma velocidade de extrusão baixa dos plásticos.
Com referência à figura 30, é mostrado um molde 4 para moldagem por compressão de plásticos, o molde 4 compreendendo uma matriz 42 apropriada para receber dentro da mesma uma dose 40 de plásticos em estado de pasta, e uma punção 41 que pode ser acionada na direção e fora da matriz 42 por meio de um dispositivo de acionamento que não é mostrado .
Com referência à figura 12 é mostrado um aparelho 1 compreendendo um carrossel de fornecimento 44 do tipo conhecido .
Alternativamente, os carrosséis adicionais 6 podem ser fornecidos pelo dispositivo de transferência mostrado no pedido de patente internacional WO 95/32086.
Com referência à figura 13, é mostrado um dispositivo de transferência 77 que é disposto para remover doses 40 de um extrusor 78 e transferindo as doses 40 para um carrossel adicional 6.
O dispositivo de transferência 77 pode ser usado para associar aos carrosséis adicionais 6 não apenas doses 40, porém também objetos de qualquer tipo em relação às operações que precisam ser realizadas enquanto tais objetos estão nos carrosséis adicionais.
O dispositivo de transferência 55 pode também ser usado para remover objetos dos carrosséis adicionais 6.
O dispositivo de transferência 77 compreende vários elementos de transferência 80, cada um dos quais sendo apropriado para conter uma dose 40 e transferindo a dose 40 para a cavidade de uma matriz 81 de um molde 4.

O dispositivo de transferência 77 compreende dispositivos de movimento apropriados para mover em sucessão os elementos de transferência 80, os quais compreendem um suporte circular 79, disposto sobre um plano substancialmente horizontal, girando em sincronia com o carrossel 5, ao redor de um eixo 82 disposto substancial e verticalmente. Os dispositivos de movimento compreendem, adicionalmente, vários mecanismos 83, cada um dos quais possuindo um respectivo elemento de transferência 80 para uma extremidade livre do mesmo.
Cada mecanismo 83 é provido com dois graus de liberdade em relação ao suporte circular 79 e adicionalmente compreende dispositivos de acoplamento apropriados para definir movimento dos mesmos em relação à posição angular do suporte circular 79.
Especificamente, na concretização mostrada nas figuras 14 e 15, cada mecanismo 83 consiste em um braço articulado possuindo dois membros articulados em conjunto, um primeiro elemento 83a do qual é articulado em uma extremidade do mesmo ao suporte circular 79 e por uma extremidade adicional oposta à extremidade mencionada a um segundo elemento 83b, que compreende uma extremidade livre que transporta um elemento de transferência correspondente 80.
O dispositivo de acoplamento compreende, para os primeiros elementos 83a dos mecanismos 83, uma primeira trilha fixa 84 atuando nos dispositivos de acionamento (primeiras rodas intermediárias 85) transportadas pelos primeiros elementos 83a e para os segundos elementos 83b, uma segunda trilha fixa 86 atuando em um dispositivo de acionamento adicional (segundas rodas intermediárias 87) transportadas pelos segundos elementos 83b, de tal modo a definir univocamente o movimento dos elementos de transferência 80 durante cada revolução de rotação do suporte circular 79.
A primeira trilha fixa 84 e a segunda trilha fixa 86 fazem com que pontos apropriados dos primeiros elementos 83a e dos segundos elementos 83b, respectivamente, sigam respectivas passagens. Em cada posição angular de cada mecanismo 83 em relação a uma estrutura fixa do aparelho, a posição dos primeiros elementos 83a e dos segundos elementos 83b é definida em relação ao suporte circular 79 de um modo unívoco, e assim de um modo unívoco, em combinação com o movimento do suporte circular 79, o movimento dos mecanismos 83 e portanto a trajetória P2 percorrida pelos elementos de transferência 80 e o movimento dos mesmos ao longo da trajetória P2 são definidos .
Com referência à figura 16, é mostrada uma versão do dispositivo de transferência 77, onde cada mecanismo 83 compreende um primeiro elemento 83a, articulado a uma extremidade do mesmo sobre o suporte circular 79 (por uma articulação 88) e um segundo elemento 83b que transporta um elemento de transferência 80 na extremidade livre do mesmo. 0 segundo elemento 83b é acoplado de modo prismático ao primeiro elemento 83a, isto é, é acoplado com a possibilidade de deslizar axialmente (sem qualquer outro movimento) em relação ao primeiro elemento 83a, que é conformado em luva ou conformado em guia.
Uma segunda trilha fixa 86 é provida, a qual atua nos dispositivos de acionamento (primeiras rodas intermediárias 85) transportados por alavancas 89 fixadas aos primeiros elementos 83a e uma segunda trilha fixa 86 atuando anos dispositivos de acionamento adicionais (segundas rodas intermediárias 87) transportados pelas extremidades dos segundos elementos 83b.
Isso permite que o movimento dos elementos de transferência 80 seja definido univocamente durante cada revolução do suporte circular 79.
Com referência à figura 17, é mostrada ainda uma versão adicional do dispositivo de transferência 77, onde cada mecanismo 83 compreende um braço articulado possuindo um primeiro elemento 83a e um segundo elemento 83b articulado em conjunto. 0 primeiro elemento 83a é articulado em uma extremidade do suporte circular 79 e o segundo elemento 83b transporta um elemento de transferência 80.
Cada mecanismo 83 compreende, adicionalmente, um terceiro elemento 90 possuindo uma extremidade articulada no suporte circular 79 e uma extremidade adicional articulada no segundo elemento 83b, de tal modo que o suporte circular 79, o primeiro elemento 83a, o segundo elemento 83b e o terceiro elemento 83 formam uma quadrilateral articulada.
Cada mecanismo 83 compreende um elemento de acionamento (uma terceira roda intermediária 91) articulada no eixo geométrico articulado entre o eixo geométrico de articulação entre o primeiro elemento 83a e o segundo elemento 83b e bilateralmente levado a deslizar em uma terceira trilha fixa 92. O deslizamento da terceira roda intermediária 91 sobre a terceira trilha fixa 92 define, univocamente, em combinação com a rotação do suporte circular 79, a trajetória P2 percorrida pelos elementos de transferência 80.
Com referência à figura 18, é mostrada uma versão do dispositivo de transferência 77, onde cada mecanismo 83 compreende um quarto elemento 93 transportado pelo suporte circular 79 e acoplado ao último por um acoplamento que possui um grau simples de liberdade. Especificamente, cada quarto elemento 93 transporta na extremidade externa do mesmo um respectivo elemento de transferência 80 e é acoplado de modo prismático com uma luva 94 fixa ao suporte circular 79, em relação ao qual ele pode deslizar axialmente. Alternativamente, o quarto elemento 93 pode ser articulado no suporte circular 79 com um acoplamento possuindo um grau simples de liberdade.
Uma quarta trilha fixa 95 é provida na qual os dispositivos de acionamento são deslizáveis (quatro rodas intermediárias 96) articuladas a um quarto elemento 93, de modo a definir univocamente a trajetória P2 percorrida pelos elementos de transferência 80 durante cada revolução de rotação do suporte circular 79.
É possível projetar apropriadamente o perfil da primeira trilha fixa 84, a segunda trilha fixa 86, a terceira trilha fixa 92 e a quarta trilha fixa 95, de modo a obter uma trajetória P2 ao longo da qual os elementos de transferência 80 são avançados, a trajetória P2 possuindo uma porção Tl na qual a trajetória P2 coincide com uma porção de uma trajetória adicional P3 percorrida pelas matrizes 81.
Dessa forma, é verificado se cada elemento de transferência 80, enquanto percorre a porção Tl, está em uma posição coaxial e acima da cavidade da matriz 81 e transfere as doses 40 para a cavidade mencionada anteriormente .
Pela provisão de um comprimento apropriado para a porção Tl, um tempo relativamente longo torna-se disponível (dependendo da velocidade de rotação do carrossel 5 e do comprimento da porção Tl) durante o que é possível realizar a transferência de cada dose para uma respectiva cavidade, considerando-se que o elemento de transferência 80, no qual a dose 40 é inicialmente recebida, sobrepõe a cavidade e é coaxial com a última.
Nas concretizações mostradas nas figuras 13 a 18, a trajetória adicional P3 percorrida pelas matrizes 81 é circular e a porção Tl é consequentemente também circular.
Alternativamente, a trajetória adicional P3 pode ter qualquer passagem, por exemplo, ela pode compreender uma porção retilínea ao longo da qual a porção Tl também é definida .
O aparelho 2 também compreende um dispositivo de transferência adicional 150 que transfere as doses do extrusor 78 para os elementos de transferência 80.
O dispositivo de transferência 150 adicional compreende vários elementos de manuseio 152, cada um dos quais sendo provido com uma superfície interna côncava 153 com seção transversal conformada em "C", destinada a entrar em contato com as doses 40.
A superfície interna 153 é conformada de modo a definir um canal, que é aberto em uma lateral, para acompanhar as doses 40 por colocar o último fluxo em contato com a superfície interna 153.
O dispositivo de transferência 150 adicional compreende dispositivos de movimento que acionam os elementos de manuseio 152, de modo que os últimos removem as doses 40 do extrusor 78 e dispõem as doses 40 uma por vez nos elementos de transferência 80.
Os dispositivos de movimento compreendem uma placa de suporte circular 154 que gira em sincronia com o carrossel 5, ao redor de um eixo vertical coaxial com o eixo 82 do suporte circular 79 (ou ao redor de um eixo 155 que é distante do eixo 82, como na concretização mostrada na figura 17 ) .
Os elementos de manuseio 152 são fixados a uma zona periférica da placa de suporte 154.
Os elementos de manuseio 152 percorrem uma trajetória adicional P4, de tal modo que as superfícies internas 153 movem-se em um plano substancialmente horizontal, abaixo e próximo à saída de dispensa do extrusor .
A trajetória adicional P4 percorrida pelos elementos de manuseio 152 é circular e uma porção da mesma define uma porção adicional (indicada como T2 nas figuras 15, 16, 17 e 18) que coincide com uma porção adicional da trajetória P2 percorrida pelos elementos de transferência 80.
Cada elemento de manuseio 152, enquanto percorrendo a porção adicional T2, está em uma posição axial e acima de um elemento de transferência 80 e deposita uma dose 40 no último.
Conforme a trajetória P2 e a trajetória P4 adicional coincidem em uma porção adicional T2, um tempo relativamente maior está disponível (dependendo da velocidade de rotação do carrossel 5 e no comprimento da porção adicional T2), durante o que é possível realizar a transferência correta de cada dose 40 de um elemento de manuseio 152 para um elemento de transferência correspondente 80.
Com referência às figuras 19 a 23, é mostrado um aparelho 2 compreendendo um carrossel 5, nos quais moldes 4 são instalados para moldagem por compressão de plásticos, os quais moldes 4 são avançados ao longo de uma trajetória circular P. O aparelho compreende dispositivos de movimento 100 dispostos para aplicar um componente de um objeto a ser moldado, consistindo, por exemplo, em uma inserção 103 (mostrada em vista em perspectiva na figura 23) , para uma extremidade inferior 101 de uma punção 102 apropriada para penetrar na cavidade de uma matriz subjacente, que não é mostrada .
Nos exemplos mostrados nas figuras 19 a 23, a inserção 103 é fabricada de um material relativamente rígido e é prensada no molde 4 em conjunto com uma ou mais doses de plásticos inseridos na matriz.
Para essa finalidade, a inserção 103 é aplicada à extremidade inferior 101, que possui uma forma que é complementar àquela da superfície interna da inserção e é então comprimida na cavidade de molde dentro da qual uma dose de plásticos foi inserida.
Em uma concretização que não é mostrada, os dispositivos de movimento 100 alimentam os moldes 4 com doses 40.
Os dispositivos de movimento 100 podem adicionalmente ser usados para remover um objeto moldado dos moldes 4 para liberar o objeto moldado para um dispositivo de remoção.
Com relação novamente às figuras 19 a 23, as inserções 103 são primeiro fornecidas por um dispositivo de carga giratório 104 a um dispositivo de fornecimento 105 localizado em uma posição fixa com relação à lateral do carrossel 5.
A jusante dos dispositivos de fornecimento 105 em relação à direção de rotação do carrossel 5, está localizado um dispositivo de fornecimento adicional 106 do tipo conhecido, que supre o carrossel 5 com as doses 40.

Se os dispositivos de movimento 100 suprirem os moldes 4, os dispositivos de fornecimento adicionais serão conformados de modo a liberar as doses 40 para os dispositivos de movimento 100.
Os dispositivos de movimento 100 compreendem vários elementos de movimento 107, cada um dos quais sendo associado a um respectivo molde 4, de modo a ser móvel com o último ao longo da trajetória P e ser adicionalmente móvel em relação ao molde 4. Cada elemento de movimento 107 compreende um cabeçote de remoção 108 que remove as inserções 103, uma por vez, a partir dos dispositivos de fornecimento 105.
O cabeçote de remoção 108 compreende um braço 109 possuindo na extremidade livre do mesmo uma sede côncava 110, conformada de modo a abraçar a inserção 103 com um arco de cerca de 180 graus.
Cada elemento de movimento 107 compreende um dispositivo que move o cabeçote de remoção 108 em relação ao molde correspondente 4, entre a primeira posição de operação El, mostrada nas figuras 20 e 22, onde o cabeçote de remoção 108 é colocado fora da cavidade do molde 4 para receber uma inserção 103 do dispositivo de fornecimento 105 e uma segunda posição operacional E2, mostrada nas figuras 21 e 22, onde o cabeçote de remoção 108 libera a inserção 103 para o molde 4.
O braço 109 é fixado à extremidade inferior de uma haste 111 que é suportada por uma bucha 112 a qual a haste 111 é acoplada axialmente, enquanto estando livre para girar ao redor do eixo geométrico da mesma. Uma roda intermediária 113 é articulada sobre a bucha 112, a roda intermediária 113 possuindo um eixo geométrico disposto sobre um plano substancialmente horizontal e radialmente em relação ao eixo geométrico de rotação do carrossel 5.
A roda intermediária 113 desliza dentro de uma primeira trilha fixa 115, fixada a uma porção periférica 114 do carrossel 5, que afeta toda a circunferência da mesma .
A primeira trilha 115 define uma trajetória estendendo-se na superfície cilíndrica, o eixo geométrico da qual coincide com o eixo geométrico de rotação do carrossel 50.
A trajetória se desvia de um plano horizontal em uma zona na qual ocorre a trasnferência da inserção 103 para o carrossel 5. A conformação da trajetória mencionada anteriormente determina os eixos verticais da roda 113 e com isso correspondem eixo verticais da bucha 112 e, consequentemente, da haste 111 e do braço 109.
Uma porção superior 116 da haste 111 que salienta-se acima da bucha 112, é provida com ranhuras axiais que engajam as ranhuras correspondentes obtidas dentro de um corpo oco 117.
A haste 111, quando gira, é então acoplada ao corpo oco 117, enquanto livre para girar axialmente em relação ao mesmo. O corpo oco 117 é conectado por dispositivos de bucha 118 à porção periférica 114 com o grau simples de liberdade para girar ao redor do eixo geométrico do corpo oco 117.
Ao corpo oco 117 é fixado um primeiro braço de alavanca 119 que é acionado através de uma barra de conexão 120 por um segundo braço de alavanca 121 fixado a uma extremidade inferior de uma haste adicional 122, conectada à porção periférica adicional 114, de modo a ser capaz de girar apenas ao redor do eixo da haste adicional 122. À extremidade superior da haste 122 é fixado um terceiro braço de alavanca 123, em uma extremidade livre do qual é articulado um elemento de roda intermediária 124, que é girável ao redor do eixo geométrico que é substancialmente vertical e deslizável dentro de uma segunda trilha fixa 125 que é fixada à porção periférica 114, que se estende ao longo de todo o perímetro do carrossel 5.
A segunda trilha 125 define uma passagem conformada de modo a gerar comutações em uma direção radial do elemento de roda intermediária 124, em uma zona do aparelho onde ocorre a transferência das inserções 103 no carrossel 5.
As comutações do elemento de roda intermediária 124 causam oscilações no terceiro braço de alavanca 123 ao redor do eixo geométrico da haste adicional 122; o terceiro braço de alavanca 41, através do segundo braço de alavanca 121, a barra de conexão 120 e o primeiro braço de alavanca 119, aciona o braço 109 e o cabeçote de remoção 108 associado ao mesmo.
Ao mesmo tempo, a roda intermediária 133, por interação com a primeira trilha 115, causa uma comutação vertical da haste 111 e consequentemente do cabeçote de remoção 108. A haste adicional 122, o primeiro braço de alavanca 119, o segundo braço de alavanca 121, o terceiro braço de alavanca 123, a roda de conexão 38 e o corpo oco 117 definem um primeiro mecanismo, acionado pelo elemento de roda intermediária móvel 124 ao longo da trilha 125, que move o cabeçote de remoção 31 em um plano substancialmente horizontal .
A haste 111 e a bucha 112 definem um segundo mecanismo, acionado pela roda intermediária 113 que é móvel ao longo da trilha fixa 125, que move o cabeçote de remoção 108 em uma direção substancialmente vertical.
O dispositivo de fornecimento 105 compreende um elemento de carrossel giratório 126 com um eixo geométrico substancialmente vertical que transporta, na periferia 127 do mesmo, vários alojamentos 128, cada um dos quais sendo apropriado para conter um objeto a ser liberado para um cabeçote de remoção 108, o objeto podendo consistir, entre outros, de uma inserção 103 ou de uma dose 40.
Cada cabeçote de remoção 108 toma a primeira posição operacional El para coletar uma inserção 103 de um alojamento 128 e subsequentemente toma a segunda posição operacional para distribuir a inserção 103 para um molde 4.
Na figura 22, é ilustrada uma série de configurações operacionais diferentes - indicadas com Bl, B2, B3, B4, B5 e B6, tomadas pelos elementos de movimento 107, quando removendo e transferindo as inserções 103 do dispositivo de fornecimento 105 para os moldes 4.
Com referência às figuras 24 e 25, é mostrada uma versão adicional do aparelho 2, que é especificamente apropriada para condicionamento térmico dos objetos, por exemplo, para o resfriamento das preformas 28 dos recipientes, as preformas 28 sendo fabricadas de plásticos.
O aparelho 2 é provido com um carrossel de resfriamento 180 compreendendo um carrossel 5, girável em uma direção de rotação Q ao redor de um eixo geométrico de rotação B e vários carrosséis adicionais 6 giravelmente suportados pelo carrossel 5, cada carrossel adicional 6 sendo girável em uma direção adicional, direção Ql ao redor de um eixo geométrico de rotação C adicional, disposto substancialmente em paralelo ao eixo geométrico de rotação B.

Cada carrossel adicional 6 é perifericamente provido com vários dispositivos de resfriamento 29 que são angularmente equidistantes um do outro.
Um carrossel de moldagem 33 é adicionalmente provido, sendo girável ao redor de um eixo geométrico O, provido com moldes que formam as preformas 28 por compressão das doses de plásticos.
Entre o carrossel de moldagem 33 e o carrossel de resfriamento 180 é interposta uma roda de movimento 34, que é girável ao redor de um eixo geométrico R adicional, em uma direção de rotação adicional S, oposta à direção de rotação adicional Q, que transfere as preformas 28 do carrossel de moldagem 33 para os dispositivos de resfriamento 29 dispostos no carrossel 5.
A roda de movimento 34 é provida com vários braços de remoção 35 que giram fixos a mesma e podem mover radialmente em relação a um eixo geométrico adicional R.
Cada braço de remoção 35 compreende um elemento guia 36 conformado, de modo a deslizar dentro da ranhura 37, conformada como um perfil de carne, que se estende ao redor do eixo geométrico adicional R, de tal modo a estar o mais próximo do eixo geométrico R adicional, em proximidade com o carrossel de moldagem 33 e adicionalmente fora do eixo geométrico adicional R próximo ao carrossel 5.
Isso permite que os elementos de braço 35 sejam providos com uma velocidade tangencial que varia de acordo com a posição, essa velocidade tangencial sendo maior próximo ao carrossel 5.
Em uma concretização que não é mostrada, cada elemento de braço 35 pode ser provido em uma extremidade do mesmo que é mais distante do ainda eixo geométrico R adicional, com uma unidade de manuseio giravelmente suportada sobre o elemento de braço 35, essa unidade de manuseio removendo as preformas 28 do carrossel de moldagem 33 para liberar as preformas 28 para o carrossel 5.
Dispositivos de controle podem adicionalmente ser providos para controlar a rotação de cada unidade de manuseio em relação ao elemento de braço correspondente 35.
Durante uma revolução completa do carrossel 5, uma preforma 28 é depositada em um dispositivo de resfriamento 29 de cada um dos carrosséis adicionais 6.
As preformas 28 suportadas por braços de remoção 35 que são adjacentes um ao outro são posicionados dentro dos dispositivos de resfriamento 29 associados aos carrosséis adicionais 6 adjacentes um ao outro.
Subsequentemente, cada carrossel adicional 6 é girado, de tal modo que um dispositivo de resfriamento 29, dentro do qual não existem preformas, está voltado para a roda de movimento 34.
Durante a revolução subsequente do carrossel 5, uma preforma adicional 28 está depositada em um dispositivo de resfriamento adicional 29 de cada um dos carrosséis adicionais 6.
Cada uma das preformas adicionais mencionadas acima é recebida no dispositivo de resfriamento 29 adjacente ao dispositivo de resfriamento 29 que foi recebido das preformas 28 mencionadas anteriormente, durante a revolução precedente do carrossel 5.
Essa operação é repetida até todos os dispositivos de resfriamento 29 terem sido fornecidos com preformas 28.
Nesse ponto, uma preforma é removida de um dispositivo de resfriamento 29 de um carrossel adicional 6 para permitir que ainda uma preforma adicional 28 seja inserida dentro do dispositivo de resfriamento 29 mencionado anteriormente.
Especificamente, se os carrosséis adicionais 6 forem angularmente indexados, cada carrossel adicional 6 realiza uma rotação igual a uma etapa angular em cada revolução do carrossel 5.
Vantajosamente, cada carrossel adicional 6 realiza pelo menos parte da rotação mencionada anteriormente, quando o carrossel adicional 6 está próximo de uma zona 290 onde a roda de movimento interage com o carrossel 5.
Desse modo, uma vez que a direção de rotação adicional Ql dos carrosséis adicionais 6 é oposta à direção de rotação Q do carrossel 5, é possível obter um aumento de tempo durante o qual cada braço de remoção 35 pode interagir com um respectivo dispositivo de resfriamento 29, de modo que a preforma 28 pode facilmente ser liberada para o carrossel de resfriamento 180.
Deve ser observado que a preforma 28 é mantida dentro do respectivo dispositivo de resfriamento 29 por várias revoluções do carrossel 5 iguais ao número de dispositivo de resfriamento 29 providos em cada um dos carrosséis adicionais 6.
Uma roda de movimento adicional 38 é adicionalmente provida, a qual gira ao redor do ainda eixo geométrico T adicional, em uma direção oposta à direção de rotação Q, provido com vários braços de remoção adicionais 39, espaçados um do outro de modo uniforme, que remove as preformas 28 do carrossel 5 e liberam as preformas 28 para dispositivo de coleta.
Como resultado, as preformas 28 podem ser mantidas dentro dos dispositivos de resfriamento 29 por um tempo suficientemente longo para permitir resfriamento apropriado, sem isso prejudicar o desempenho do aparelho.
É observado que, devido ao aparelho de acordo com a invenção, é possível usar carrosséis que tenham dimensões totais significativamente menores que aquelas dos carrosséis fabricados de acordo com a técnica anterior, com a mesma produtividade e grau de resfriamento das preformas.
Com referência às figuras 26 a 29 as mesmas mostram uma concretização da roda de movimento 34, compreendendo uma plataforma girável 217 sobre a qual os braços de remoção 35 são deslizavelmente suportados.
Os braços de remoção 35 são dispostos radialmente em relação à plataforma giratória 217, as porções centrais dos braços de remoção sobrepondo uma a outra.
Cada braço de remoção 34 compreende um par de barras 218 deslizáveis dentro de sedes apropriadas obtidas na plataforma giratória 217.
Nas extremidades opostas de cada par de barras 218 são providos blocos de suporte 219 dispostos para conectar mutuamente as barras 218 e para suportar a unidade de manuseio 220 disposta para mover as preformas 28.
As barras 218 são substancialmente de forma cilíndrica e compreendem pelo menos uma porção de acoplamento deslizante que é deslizável em uma das sedes da plataforma giratória 217.
As barras 218 possuem, na porção central e nas zonas de extremidade, uma parte fresada 221 que permite que requisitos de espaço da roda de transferência 34 sejam limitados paralelos ao eixo geométrico de rotação R adicional, quando os braços de remoção são dispostos na parte superior um do outro.

Em outras palavras, a porção central e as zonas de extremidade possuem uma dimensão transversal que é menor que a porção de acoplamento mencionada anteriormente.
Cada braço de remoção 35 é provido com duas unidas de manuseio 220 associadas às extremidades opostas das barras 218. Dessa forma, cada braço de remoção 35 pode mover duas preformas 28, de um modo que será revelado a seguir .
Cada unidade de manuseio 220 compreende um elemento de remoção 222 provido com um alvéolo 223 disposto para receber uma preforma 28.
O elemento de remoção 222 é conectado a uma alavanca 224 suportada giravelmente sobre um respectivo bloco de suporte 219.
A alavanca 224, sendo por exemplo conformada em

L, compreende uma porção central 225 articulada no bloco de suporte 219, uma primeira extremidade 226 com a qual o elemento de remoção 222 está associado e uma segunda extremidade 227 na qual um elemento de rolamento 228 é giravelmente suportado que é disposta para engajar um perfil de came 229 obtido em uma placa fixa 230 da roda de transferência 34 disposta acima da plataforma de giro 217.
O elemento de rolamento 228, cooperando com o perfil de came 229, controla a oscilação do elemento de remoção 222 em relação ao bloco de suporte correspondente 219.
Em cada braço de remoção 35 um elemento de rolamento adicional 231 é adicionalmente suportado de modo girável, o mesmo sendo disposto para engajar um perfil de came adicional 232 obtido na placa fixa 230.
O elemento de rolamento adicional 231, em razão da cooperação com o perfil de came adicional 232, controla o deslizamento do elemento de remoção 222 em relação à plataforma girável 217.
Em operação, embora a plataforma girável 217 seja girada, cada elemento de remoção 222 remove uma preforma do carrossel de moldagem 33 e libera a preforma para o carrossel de resfriamento 180.
Moldes de formação adjacentes no carrossel de moldagem 33 são separados por uma distância dl que é inferior a uma distância adicional d2 que separa um primeiro dispositivo de resfriamento 29, associado a um primeiro carrossel adicional 6 e um segundo dispositivo de resfriamento 29 associado ao segundo carrossel adicional 6, adjacente ao primeiro carrossel adicional 6.
0 elemento de rolamento adicional 231, engajando o perfil de carne adicional 232, faz com que as barras 218 deslizem em relação à placa de rotação 217. Dessa forma, é possível remover as preformas 28 do carrossel de moldagem 233 de acordo com uma etapa de remoção pré-ajustada e para transferir as preformas 28 para os carrosséis adicionais 6 do carrossel de resfriamento 180 de acordo com uma etapa de liberação pré-ajustada que é diferente da etapa de remoção.
O elemento de rolamento 228, engajando o perfil de carne 229, faz com que os elementos de remoção 222 oscilem em relação aos respectivos blocos de suporte 219, isso permitindo que as operações de liberação das preformas 28 para o carrossel de resfriamento 180 sejam simplificadas .
O perfil de carne adicional 229, é de fato conformado de modo que cada elemento de remoção 222, controlado pelo respectivo elemento de rolamento 228 percorra uma trajetória, uma porção da qual coincidindo substancialmente com a trajetória adicional ao longo da qual os dispositivos de resfriamento 29 percorrem, os quais são instalados no carrossel adicional 6.
De modo semelhante, uma porção adicional da trajetória ao longo da qual o elemento de remoção 222 percorre coincide substancialmente com a trajetória adicional ao longo da qual os moldes de formação percorrem que são instalados no carrossel de moldagem 33.
0 elemento de rolamento 228 e o perfil de carne 229 permitem que tempo maior seja obtido durante o qual a preforma 28 pode ser liberada para o carrossel de resfriamento 180, em comparação aos casos onde os elementos de remoção 222 são conformados de modo a interagirem com os dispositivos de resfriamento 29, apenas quando as respectivas trajetórias são tangentes.
Pelas mesmas razões é possível aumentar um período de tempo no qual a preforma é removida do carrossel de moldagem 33.
Com referência à figura 31, os dispositivos de resfriamento 29 compreendem um elemento de suporte 30, conformado de modo a suportar a preforma 28 e um elemento tubular 31 que recebe a preforma 28 no interior do mesmo.
Dentro do elemento tubular 31, a preforma 28 é resfriada por um fluxo de fluido.
Alternativamente, a preforma pode ser resfriada por fluido de recirculação através de condutos obtidos no elemento tubular 31.
Os dispositivos de resfriamento 29 compreendem adicionalmente um elemento alongado 32, disposto para direcionar um fluxo adicional de fluido para a preforma.
Alternativamente, o resfriamento pode ocorrer por fluido de sucção ou por contato com a superfície do elemento alongado 32, o último sendo resfriado internamente por um liquido que circula nos condutos obtidos.
0 elemento tubular 31 e o elemento alongado 32 são móveis na direção e fora um do outro ao longo de uma direção N, de tal modo a permitir a inserção de uma preforma 28 no interior resfriado do elemento tubular 31 e extração da última do elemento tubular 31 uma vez que a preforma 28 tiver sido resfriada.
Alternativamente, o carrossel 5 e os carrosséis 6 adicionais podem pertencer a um aparelho para enchimento de recipientes, ou a um aparelho para aplicação de tampas aos recipientes, ou a um aparelho para aplicação de rótulos aos objetos, ou a um aparelho para moldagem de objetos por compressão-inj eção, por exemplo, objetos fabricados de plástico, ou a um aparelho para decoração/coloração de objetos ou a um aparelho para tratamento/condicionamento térmico de objetos. Ainda alternativamente, os carrosséis adicionais 6 podem ser equipados com moldes 58 para moldagem por sopro dos recipientes.
Com referência à figura 32, os moldes 58 compreendem um primeiro meio molde 59 e um segundo meio molde 60, que podem ser comutados na direção e fora um do outro, conforme mostrado nas setas F.
O primeiro meio molde 59 e o segundo meio molde 60 são móveis entre uma posição aberta, na qual um recipiente moldado 61 pode ser removido do molde 58, e uma posição fechada, na qual o primeiro meio molde 59 e o segundo meio molde 60 cooperam com um elemento móvel 62, para definirem uma cavidade de moldagem 63.
O molde 58 compreende adicionalmente um corpo alongado 64 disposto para ser recebido dentro da cavidade de moldagem 63, o corpo alongado 64 sendo provido com dispositivos de orifício 156 a partir dos quais o ar pressurizado é expelido.
Em operação, uma porção de gargalo 65 de uma preforma 28 é grampeada entre o primeiro meio molde 59 e o segundo meio molde 60, enquanto um corpo da preforma salienta-se dentro da cavidade do molde 63.
Subsequentemente, o corpo alongado 64 é inserido dentro da preforma, conforme mostrado pela seta F2, até interagir com uma parte inferior do mesmo.
Ainda, subsequentemente, o corpo alongado 64 sofre adicionalmente translação, de modo a estirar a preforma .
Quando da translação e subsequentemente à mesma, um fluxo de ar pressurizado expande a preforma até a última ser conformada de acordo com a geometria da cavidade de molde 63.
Durante a etapa de estiramento, a parte inferior da preforma 28 é suportada pelo elemento móvel 62, que move-se síncrona e concordantemente em relação ao elemento alongado 64.
Com referência à figura 33, um molde 4, por exemplo, para moldagem por compressão de plásticos é mostrado, o qual molde 4 é instalado em um carrossel adicional 6 e compreendendo um meio molde fêmea 4a e um meio molde macho 4b.
O meio molde macho 4b é associado a uma estrutura 67 fixada ao carrossel adicional 6.
Entre a armação 67 e o meio molde macho 4b é disposta uma câmara 66 para receber um gás pressurizado.
A inserção do gás altamente pressurizado dentro da câmara 66 causa o deslizamento do meio molde macho 4b em relação à estrutura 67.

O meio molde fêmea 4a é fixado a uma extremidade 68 de uma haste 69, em uma extremidade adicional 70 da qual uma roda 71 é suportada giravelmente .
Um acionador linear é operacionalmente associado ao molde, sendo provido com um elemento móvel 73 que acione o meio molde fêmea 4a ao longo de um eixo goemétrico longitudinal Z do molde 4.
Alternativamente, o meio molde macho pode ser móvel na direção e fora do meio molde fêmea.
Ainda alternativamente, ambos o meio molde macho e o meio molde fêmea podem ser móveis.
0 molde 4 pode assumir uma configuração aberta, indicada por X, na qual o meio molde fêmea 4a e o meio molde macho 4b são distanciados um do outro, para permitir que um objeto moldado seja extraído do meio molde fêmea 4a e uma dose de plásticos a ser inserida, e uma configuração fechada, indicada por Y, onde o meio molde macho 4b e o meio molde fêmea 4a são acomodados um contra o outro para obter um objeto moldado a partir da dose de plásticos.
0 acionador linear 72 pode compreender, por exemplo, um acionador mecânico ou um acionador eletromecânico ou um acionador hidráulico ou um acionador pneumático. Isso permite a obtenção de um aparelho no qual a velocidade de fechamento do molde 4 pode alcançar valores muito altos, sem o meio molde fêmea 4a ser submetido a tensões, tais como que prejudiquem a resistência estrutural do mesmo.
É de fato observado que devido à invenção, o elemento móvel é principalmente submetido à tensões axiais, por outro lado o que ocorre quando os acionadores de carne do estado da técnica são usados também é observado.

O molde 4 é opcionalmente associado a uma trilha 74 na qual a roda 71 pode deslizar após o molde 4 ter alcançado a configuração fechada Y na qual uma punção 75 do meio molde macho 4b é recebida em uma cavidade 76 do meio molde fêmea 4a.
A trilha 74 mantém o molde 4 na configuração Y fechada, sem ser necessário que o acionador linear 72 acione continuamente no elemento móvel 73.
Em outras palavras, a trilha 74 age como um dispositivo de manutenção, para manter o molde 4 na configuração Y fechada.
Na configuração Y fechada, a força de grampeamento do molde apropriado é obtida por inserção de uma determinada quantidade de fluido pressurizado dentro da câmara 66.
Com referência às figuras 34 e 35, é mostrada uma versão do dispositivo de manutenção para manutenção do molde 4 na configuração fechada Y, compreendendo um elemento de tranca 157 que é deslizável dentro de uma sede 158 obtida na estrutura 67. 0 elemento de tranca 157 é móvel entre uma posição retraída Wl, onde o elemento de tranca 157 permite que o meio molde fêmea 4a deslize paralelo ao eixo geométrico longitudinal Z do mesmo, a fim de ir da configuração aberta X para a configuração fechada Y, e vice versa e uma posição estendida W2, onde o elemento de tranca interage com o meio molde fêmea 4a para manter o meio molde fêmea 4 na configuração Y fechada.
Em operação, o elemento móvel 73 salienta-se do acionador linear 72 para transferir o meio molde fêmea 4a da configuração aberta X para a configuração fechada Y, considerando-se que o elemento de tranca 157 é mantido na posição retraída Wl.

Subsequentemente, o elemento de tranca 157 é levado para a posição estendida W2.
Subsequentemente, o elemento móvel 73 é retornado pelo acionador linear 72, enquanto o elemento de tranca 157 mantém o meio molde fêmea 4a na configuração fechada Y.
Ainda subsequentemente, o carrossel adicional 6 é girado para fazer com que o meio molde fêmea adicional 4a possa interagir com o acionador linear 72.
Com referência à figura 36, é mostrada uma versão adicional do dispositivo de manutenção para manter o molde 4 na configuração fechada Y, onde o meio molde fêmea 4a é provido com um corpo 159 que é deslizável dentro de uma câmara 160 obtida em uma estrutura de envoltório 161 fixada ao carrossel adicional 6.
Conforme será explicado em maiores detalhes a seguir, a estrutura de envoltório 161 atua como um revestimento do cilindro pneumático, o êmbolo do mesmo sendo definido pelo corpo 159.
A estrutura de envoltório 161 é provida com dispositivos condutores 162 dispostos para permitir que o ar pressurizado entre na câmara 160 e deixando que o ar pressurizado mencionado anteriormente saia da câmara 160.
Na estrutura de envoltório 161 são providos dispositivos de sede 163 dentro do quais dispositivos de apêndice 164 são recebidos, os quais se projetam do corpo 159.
Entre os dispositivos de parede 165, delimitando na parte superior os dispositivos de sede 163 e os dispositivos de apêndice 164 são providos dispositivos de mola 166.
A partir do corpo 159 se estende uma haste que deixa a câmara 160 através de um orifício 167 para interagir com um elemento móvel 73 de um acionador linear 72.
Em operação, o acionador linear 72, através do elemento móvel 73, transfere o meio molde fêmea 4a da configuração aberta X para a configuração fechada Y, superando a resistência dos dispositivos de mola 166.
Subsequentemente, o ar pressurizado, inserido dentro da câmara 160, através dos dispositivos condutores 162, gera um empuxo no corpo 159, de modo a manter o meio molde fêmea 4a na configuração fechada Y, mesmo quando o membro móvel 73 é retornado pelo acionador linear 72.
Ao final das etapas de moldagem de estabilização de forma, o ar pressurizado é evacuado da câmara 160 através dos dispositivos condutores 162, permitindo que o meio molde fêmea assuma a configuração aberta X através da ação dos dispositivos de mola 165.
É observado que, como uma alternativa à câmara 66 ou além da câmara 66, uma câmara adicional pode ser provida entre o elemento móvel 73 e o meio molde fêmea 4a.
Assim é possível prover um aparelho 2 compreendendo vários acionadores lineares 72 correspondendo ao número de carrosséis adicionais 6, cada acionador linear 72 sendo fixado ao carrossel 5 e acionando os moldes 4 de um carrossel adicional correspondente 6.
No caso revelado acima, os carrosséis adicionais 6 podem ser angularmente indexados em relação ao carrossel 5.
Alternativamente, um acionador linear 72 pode ser provido disposto em uma posição fixa em relação ao carrossel 5 e disposto para acionamento em sucessão de todos os moldes 4 instalados sobre os carrosséis adicionais 6. Nesse caso, é possível prover um acionador linear adicional disposto a uma determinada distância angular do acionador linear 72. A posição do acionador linear adicional em relação ao acionador linear 72 sendo escolhida com base na duração e modo do processo tecnológico que ocorre no carrossel 5.
Com referência às figuras 37 a 42 são mostrados dispositivos de acionamento 250 que são dispostos para girar os carrosséis adicionais 6 em relação ao carrossel 5.
Os dispositivos de acionamento 250 compreendem primeiros dispositivos de acionamento 260 associados a cada um dos carrosséis adicionais 6 e segundos dispositivos de acionamento 270 dispostos em uma posição fixa em relação ao carrossel 5 e aos carrosséis adicionais 6 e apropriada para interagir com os primeiros dispositivos de acionamento 260.
Cada carrossel adicional 6 é provido com um eixo 251 giravelmente suportado no carrossel 5 e provido com uma extremidade 252 que salienta-se do carrossel 5.
O primeiro dispositivo de acionamento 260 compreende um elemento de disco 253 fixado ao eixo 251.
Na periferia do elemento de disco 253 são providas várias fendas 254 que são dispostas de modo a serem substancial e angularmente equidistantes.
Os primeiros dispositivos de acionamento 260 compreendem adicionalmente uma articulação 255 disposta para engajar, uma após a outra, as fendas 254 do modo que será explicado em maiores detalhes a seguir.
O primeiro dispositivo de acionamento 260 compreende, adicionalmente, um corpo de suporte 256 provido com uma luva 271 provida centralmente com um orifício 257 conformado de modo a permitir que a luva 271 circunde uma porção da extremidade 252 do eixo 251.

Um apêndice 272 é fixado à luva 271 que suporta a articulação 255.
Um mancai 262 é interposto entre a extremidade 252 e o corpo de suporte 256.
Desse modo, o corpo de suporte 256 pode girar em relação ao eixo 252 ao redor do eixo geométrico de rotação C adicional.
0 apêndice 272 sustenta, giravelmente, um elemento de rolamento 258 o qual gira ao redor do eixo geométrico Cl substancialmente paralelo ao eixo geométrico de rotação C adicional, o eixo geométrico Cl e o eixo geométrico de rotação adicional C sendo posicionados a uma distância preestabelecida um do outro.
0 segundo dispositivo de acionamento 270 compreende um elemento de carne 259, obtido em uma base do aparelho 2, o elemento de carne 259 permanecendo estacionário durante a rotação do carrossel 5 e sendo engajado pelo elemento de rolamento 258.
0 elemento de carne 259 é conformado de modo a fornecer ao corpo de suporte 256, pelo elemento de rolamento 258, uma rotação ao redor do eixo geométrico de rotação adicional C, de um modo que será revelado a seguir.
O elemento de carne 259 compreende uma ranhura em laço 286 provida com uma primeira porção de carne ativa 281 da segunda porção de carne ativa 282 e uma terceira porção de carne ativa 283 - possuindo perfis conformados apropriados - conectados em conjunto pelas porções de conexão 287 que são conformadas como arcos de uma circunferência .
O elemento de carne 259 é posicionado de modo que o eixo geométrico de rotação B do carrossel 5 passe através do centro da circunferência mencionada anteriormente.

O elemento de rolamento 258, quando engajando as porções de conexão 287, percorre ao longo da trajetória circular - isto é, mantém uma distância constante do eixo geométrico de rotação B - e portando não faz com que o corpo de suporte 256 gire ao redor do eixo geométrico de rotação C adicional.
0 elemento de rolamento 258, quando engaja a primeira porção de carne ativa 281, a segunda porção de carne ativa 282 ou a terceira porção de carne ativa 283, é levado a variar a distância do eixo geométrico de rotação B, de modo a girar o corpo de suporte 286 ao redor do eixo geométrico adicional C por ângulos de amplitude preestabelecida .
Em outras palavras, durante a operação, o elemento de rolamento 258 engaja contentemente o elemento de carne 259.
O corpo de suporte 256, não obstante, gira apenas quando o elemento de rolamento interage com a primeira porção de carne ativa 281, com a segunda porção de carne ativa 282 e com a terceira porção de carne ativa 283.
A articulação 255 pode assumir uma primeira configuração operacional indicada por Zl na figura 39, na qual a articulação 255 engaja uma das fendas 254 e uma segunda configuração operacional que não é mostrada, na qual a articulação 255 não interage com as fendas 254.
O corpo de suporte 256 é provido com uma sede 288 que guia a articulação 255, enquanto a última comuta da primeira configuração operacional Zl para a segunda configuração operacional e vice versa.
Quando a articulação 255 está na primeira configuração operacional Zl, o elemento de disco 253 é fixado ao corpo de suporte 256.

Nesse caso, o corpo de suporte 256 girando ao redor do eixo geométrico C adicional, pelo elemento de rolamento 258, faz com que o eixo 251 gire.
Quando a articulação 255 está na segunda configuração operacional, o corpo de suporte 256 e o elemento de disco 253 não são acoplados em conjunto.
Nesse caso, uma rotação do corpo de suporte 256 não envolve uma rotação correspondente do eixo 251.
0 primeiro dispositivo de acionamento 260 compreende, adicionalmente, dispositivos de controle 263 dispostos para transferir a articulação 255 da primeira configuração operacional Zl para a segunda configuração operacional e vice versa.
Os dispositivos de controle 263 compreendem uma alavanca 264 articulada em uma porção central 265 dos mesmos em relação ao carrossel 5 pelo dispositivo de articulação 266.
A alavanca 264 compreende uma porção de extremidade 267 onde um receptáculo 268 é obtido, o qual é disposto para envolver parcialmente uma zona 273 da luva 272 onde é obtida, perifericamente uma cavidade 274.
A partir das extremidades opostas do receptáculo 268, salientam-se duas rodas 275 que são suportadas giravelmente pela porção de extremidade 267, de modo a serem recebidas na cavidade 274.
A alavanca 264 compreende, adicionalmente, uma porção de extremidade adicional 276 com a qual está associada uma mola 277 e que faz com que a barra 264 gire ao redor dos dispositivos de articulação 266, de modo a manter a articulação 255 na primeira configuração operacional Zl.

O primeiro dispositivo de acionamento 260 compreende um elemento de rolamento adicional 278, suportado giravelmente pela alavanca 264, o elemento de rolamento adicional girando ao redor do eixo geométrico C2 adicional, disposto substancial e perpendicularmente em relação ao eixo geométrico de rotação C adicional.
O segundo dispositivo de acionamento 270 compreende um elemento de carne adicional 279, obtido na base do aparelho 2, que permanece estacionário durante a rotação do carrossel 5 e que é engajado pelo elemento de rolamento adicional 278.
O elemento de carne adicional 279 é conformado de modo a fazer com que a alavanca 264 oscile em relação ao dispositivo de articulação 266, fazendo com que a luva 271 deslize na extremidade 252, entre a luva 271 e a extremidade 252, sendo provido um dispositivo de promoção de deslizamento compreendendo uma bucha 280.
A operação dos dispositivos de acionamento 250 é revelada a seguir com referência especifica ao caso de um carrossel de resfriamento 180, mostrado na figura 24.
Naturalmente, essa operação é idêntica ao caso de um aparelho 2 apropriado para ser usado em um contexto diferente .
Em operação, a articulação 255 é recebida em uma fenda 254, de modo que o disco 253 é firmemente conectado ao elemento de suporte 256.
O elemento de rolamento 258 engaja o elemento de carne 259.
Durante uma primeira etapa de rotação do carrossel 5, o elemento de rolamento 258, por interação com a primeira porção de carne ativa 281, faz com que o carrossel adicional 6 gire em relação ao carrossel 5 por uma amplitude preestabelecida.
A primeira porção de carne ativa 281 é posicionada próxima à zona 290 onde o carrossel de resfriamento 180 interage com a roda de movimento 34 para permitir que a roda de movimento 34 insira uma preforma 28 dentro de um dispositivo de resfriamento 29.
Especificamente, a primeira porção de carne ativa 281 é posicionada a montante da zona 290 em relação à direção de rotação Q.
Conforme mostrado acima, como a direção de rotação Ql adicional do carrossel 6 adicional é oposta à direção de rotação Q do carrossel 5, é possível obter um aumento do período de tempo durante o qual cada braço de remoção 35 pode interagir com um respectivo dispositivo de resfriamento 29, de modo que uma preforma 28 pode ser liberada para o carrossel de resfriamento 180 de uma maneira mais fácil.
Subsequentemente, durante uma etapa de rotação adicional do carrossel 5, o elemento de rolamento 258, por interação com a segunda porção de carne ativa 282, faz com que o carrossel adicional 6 adicionalmente gire em relação ao carrossel 5 em uma amplitude preestabelecida.
A soma da rotação mencionada anteriormente e da rotação adicional mencionada anteriormente corresponde a uma etapa angular do carrossel adicional 6, a etapa angular possuindo uma amplitude de 360 °/n, onde n é o número de dispositivos de resfriamento 29 instalados em cada carrossel adicional 6.
Subsequentemente, ainda durante uma etapa de rotação adicional do carrossel 5, o elemento de carne adicional 279, posicionado próximo à terceira porção de carne ativa 283, faz com que a alavanca 264 gire em relação ao dispositivo de articulação 266, contra a resistência da mola 277, de modo a levar a articulação 255 para a segunda configuração operacional.
Rodas adicionais 284, suportadas giravelmente pelo elemento de disco 253, interagem com uma trilha 285, que permanece estacionária durante a rotação do carrossel 5 de modo a impedir que o carrossel 6 adicional gire ao redor do eixo geométrico de rotação C adicional.
Subsequentemente, o elemento de rotação 258, em razão da interação com a terceira porção de carne ativa 283, faz com que o corpo de suporte 256 gire em relação ao elemento de disco 253, até a articulação 255 se alinhada na fenda 264 adicional.
Nesse ponto, o elemento de rolamento adicional 278, por interação com o elemento de carne adicional 279, retorna a articulação para a primeira configuração operacional Zl, de tal modo que a articulação 255 engaja a fenda adicional 264.
A primeira porção de carne ativa 281 e a segunda porção de carne ativa 282 faz com que o corpo de suporte 256 e a articulação 255 fixada ao mesmo girem ao redor do eixo geométrico C adicional, na direção de rotação Ql adicional.
A terceira porção de carne ativa 283 faz com que o corpo de suporte 256 e a articulação 255 fixada ao mesmo girem ao redor do eixo de rotação C adicional, ainda em uma direção de rotação adicional, oposta à direção de rotação adicional Ql, de tal modo que a articulação 255 penetre dentro das fendas 264 em uma posição fixa em relação ao carrossel 5.
De modo semelhante, o elemento de carne 279 adicional é conformado para que a articulação 255 desengaje das fendas 264 em uma posição adicional, que é fixa em relação ao carrossel 5, essa posição adicional sendo diferente da posição mencionada anteriormente.
Como resultado, durante uma rotação completa do carrossel 5, a articulação 255 - mantida na primeira configuração operacional Zl - realiza uma rotação, na direção de rotação adicional Ql, entre a posição mencionada anteriormente e a posição mencionada anteriormente adicional, acionando em uma etapa angular o carrossel 6 adicional. A articulação 255 - mantida na segunda configuração operacional - adicionalmente realiza uma rotação adicional, ainda na direção de rotação adicional, para retornar da posição adicional mencionada anteriormente para a posição mencionada anteriormente.
A articulação 255, acionada pelo elemento de carne 279 adicional e pelo dispositivo de controle 263, coopera com o elemento de disco 253 para definir um mecanismo de escapamento que permite que os carrosséis adicionais 6 sejam indexados.
Isso faz com que um aparelho muito confiável seja obtido .
Também é possível obter um aparelho mais barato em relação aos casos onde cada carrossel adicional é equipado com os dispositivos de motor dedicados.
Em uma versão que não é mostrada, o elemento de carne compreende apenas duas porções de carne ativas.
Uma porção de carne ativa que comuta a articulação 255 da posição mencionada anteriormente para a posição mencionada anteriormente adicional e uma porção de carne ativa adicional que retorna a articulação 255 da posição mencionada anteriormente adicional para a posição mencionada anteriormente.